Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Gustavo Kuerten cobra honestidade de políticos ao receber prêmio do COB

.

SÉRGIO RANGEL
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Vencedor do Troféu Adhemar Ferreira da Silva, o ex-tenista Gustavo Kuerten fez um discurso emocionado na noite desta terça (15) e cobrou honestidade dos políticos na entrega do Prêmio Brasil Olímpico.
No final do discurso, ele chorou e foi aplaudido de pé pelo público.
"Eu clamo aos nossos representantes, ao governo do nosso país, a todos do poder público, que olhem para dentro desta sala e se espelhem. Por favor, sejam justos, sejam honestos, sejam brasileiros de verdade. Esqueçam o partido, a panelinha, ou qualquer outra coisa. O nosso país merece isso", disse Kuerten, que há 15 anos se sagrou número um do ranking mundial de tênis.
O ex-atleta venceu o principal troféu da premiação em 2000. Na ocasião, ele foi representado pela sua avó.
"O esporte tem essa capacidade de nos emocionar. Eu tinha oito anos e vi o Joaquim Cruz, a geração de prata do vôlei brasileiro. Eu cresci com esse sonho e vivi em Sidney e Atenas", acrescentou.
O Troféu Adhemar Ferreira da Silva foi criado pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) em 2001 como forma de homenagear atletas e ex-atletas.
O troféu faz parte do Prêmio Brasil Olímpico, evento organizado pelo COB, e realizado num teatro da zona oeste do Rio.
O canoísta Isaquias Queiroz e a nadadora Ana Marcela foram eleitos os melhores atletas de 2015.
Isaquias conquistou três medalhas no Pan de Toronto. No Mundial na Itália, o baiano abriu mão de competir na prova C1 1000, onde tinha potencial para ser campeão, para buscar a classificação em outras duas provas para os Jogos Rio 2016: terminou campeão no C2 1000 e bronze no C1 200, classificando nos dois.
A maratonista aquática foi medalha de bronze na prova olímpica de 10km e ouro na prova de 25km, ambas no campeonato mundial de Kazan.
A baiana conquistou, desde o ano passado, 15 pódios internacionais consecutivos, mantendo-se entre as líderes do ranking mundial da maratona aquática.
"Nadar 10 Km, 25, é fichinha perto de estar aqui. Queria agradecer a todos. O ano de 2015 foi ótimo e espero que em 2016 a gente brilhe ainda mais e conquiste muito mais", disse a baiana.
O nadador Thiago Pereira foi eleito "Atleta da Torcida". Neste ano, ele conquistou uma medalha de prata no Campeonato Mundial de Kazan e cinco medalhas no Pan de Toronto, tornando-se o maior medalhista brasileiro em Jogos Pan-americanos, com 23 medalhas.
"Gostaria de agradecer a todos que votaram em mim. Podem ter certeza que 2016 será um ano maravilhoso não só para mim, mas em todos os esportes. As Olimpíadas serão maravilhosas e vamos mostrar a nossa força", disse o nadador na mensagem enviada aos organizadores do evento. Pereira está fora do Brasil.
O presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, disse nesta terça que a sua "grande preocupação é a operação dos Jogos".
"Você integra 60 áreas funcionais em uma operação organizado com os governos, e tenta fazer isso funcionar. Essa é uma das razões do sucesso para jogos espetaculares", afirmou Nuzman.
No palco, o dirigente, que também comanda o Comitê Organizador dos Jogos, agradeceu aos atletas.
"Estamos em uma reta final de preparação. Queria agradecer muito o empenho e dedicação de todos que aqui estão, atletas, técnicos, dirigentes, e mais do que isso, dando seu coração para um momento de muita emoção, a emoção de competir em casa".
O vencedor na categoria futebol foi o meia Lucas Lima, do Santos, que deve disputar os Jogos Olímpicos, em agosto.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber