Mais lidas
Esportes

Inaugurado, centro de hóquei carioca receberá evento-teste para a Rio-2016

.

FELIPE DE OLIVEIRA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), apresentou nesta sexta-feira (20) o Centro de Hóquei que será utilizado nos Jogos Olímpicos de 2016.
A instalação, que fica no Complexo Esportivo de Deodoro, na zona norte da cidade, receberá na próxima semana o Campeonato Internacional de Hóquei sobre Grama, evento-teste para a Rio-2016.
A instalação do Centro de Hóquei aproveitou a estrutura que havia sido construída para os Jogos Pan-Americanos de 2007.
São dois campos de competição com grama artificial e medindo 91,4m por 55m cada um. Há também uma área menor que servirá como local de aquecimento para os atletas.
O campo principal possui uma arquibancada fixa para 4.000 pessoas. Durante a Olimpíada, a estrutura será expandida para cerca de 8.000 lugares, e o campo secundário ganhará arquibancada provisória para 5.000 torcedores.
Tiago Bonfim, atleta da seleção brasileira de hóquei que participará dos Jogos Olímpicos e participou da inauguração, afirmou que o país não possuía estrutura deste tipo.
"Isso vai trazer um legado real e vai ajudar na evolução do esporte, além de trazer mais visibilidade para a modalidade. É uma estrutura de padrão internacional. Nós, que vínhamos treinando lá fora, agora podemos nos preparar aqui."
Na cerimônia, o prefeito ironizou o pedido do comitê organizador dos Jogos para que a entrega das arenas fosse adiada para o primeiro semestre de 2016, com o objetivo de economizar custos de manutenção que ficarão sob responsabilidade do comitê a partir da entrega.
"Infelizmente não poderei atender o desejo do Comitê Organizador e vou entregar tudo no prazo. Eles querem que eu atrase, mas não vou. É bom entregar mais um equipamento olímpico, no prazo e dentro do custo", afirmou Paes.
Após os Jogos, as instalações do hóquei ficarão sob responsabilidade do Exército, assim como a arena da juventude (que sediará o basquete e a prova de esgrima do pentatlo moderno) e os centros de tiro, hipismo e de pentatlo moderno, todos no Complexo de Deodoro.
Segundo a prefeitura o custo total de todo complexo será de R$ 644 milhões.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber