Mais lidas
Esportes

Vestiário tem desabafo e provocação a atleticanos

.

CAMILA MATTOSO, ENVIADA ESPECIAL, E SÉRGIO RANGEL
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - "Fala pouco e joga muito".
Foi essa a frase escolhida pela Nike para estampar a conquista do sexto título Brasileiro do Corinthians.
O novo modelo da segunda camisa de jogo do time alvinegro, a preta, foi entregue pela diretoria aos jogadores com esses dizeres na parte das costas, além do número 6.
Não era só uma campanha de marketing, sugerida pela fornecedora de material esportivo do clube. Traduzia exatamente o sentimento desse grupo que enfim confirmou o título, na noite desta quinta-feira (19), em São Januário, mas que antes, teve de ouvir que o "campeonato estava manchado". 
No vestiário, logo após a conquista, veio o desabafo, entalado na garganta há diversas rodadas, ouvindo rivais reclamarem de arbitragem, por exemplo.
Antes da reza de agradecimento do pós-jogo, jogadores, comissão técnica, diretores iniciaram pelo menos dois gritos no vestiário para provocar o Atlético-MG.
 Um deles fazia uma referência a frase mais emblemática falada pelos mineiro, o "eu acredito".
 "A e i o u, pega o 'eu acredito' e vai tomar no c...", cantavam, em coro, todos do vestiário, em tom de brincadeira.
Foi o clube de Minas quem liderou as reclamações durante o campeonato, com o técnico e o presidente dizendo por várias vezes que o campeonato estava manchado e insinuando ajuda da arbitragem ao Corinthians.
Na campanha da Nike, divulgada logo após o hexa, Elias é o garoto-propaganda da ação e provoca. "Enquanto falavam em crise, a gente treinava. Enquanto falavam que era sorte, a gente trabalhava. Falaram muito de nós, agora vão ter que escutar nosso grito de campeão."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber