Mais lidas
Esportes

Bicampeã olímpica pede que atletas inocentes não sejam punidos

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A russa Yelena Isinbayeva, bicampeã olímpica de salto com vara, divulgou nesta sexta-feira (13) uma carta aberta em que pede à Iaaf (Federação Internacional de Atletismo) para não punir todos os atletas da modalidade do país.
Nesta sexta, o conselho da federação fará uma teleconferência sobre escândalo de doping envolvendo o atletismo russo. Não se sabe ainda se haverá apenas uma exposição dos pontos abordados pela Rússia ou se já pode ser tomada uma decisão.
Na carta, que foi publicado no site do atletismo da Federação russa, Isinbayeva diz que é injusto proibir os atletas limpos, como ela mesma.
"Todas as minhas vitórias foram honestas, limpas e merecidas. Tenho cumprido de forma clara e rigorosa todas as regras antidoping", diz a atleta. "Não se pode colocar todos os atletas em uma mesma situação. Não se pode negar o direito de participar de competições internacionais supervisionadas pela Iaaf, bem como dos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, a atletas inocentes, que não se envolveram em problemas", completa.
Na quinta (12), a Rússia entregou um relatório de defesa à Iaaf em resposta às acusações apresentadas pela Wada (Agência Mundial Antidoping) de que o país montou uma uma estrutura sistemática de dopagem.
O presidente da Federação russa de atletismo, Vadim Zelichenok, destacou que no relatório o país admite alguns pontos revelados pela Wada, questiona outros e assinalou que alguns já haviam sido resolvidos, mas não detalhou a quais acusações se referia.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber