Mais lidas
Esportes

Jogadores do Inter são pegos no exame antidoping

.

JEREMIAS WERNEK
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Os jogadores Nilton e Wellington, do Internacional, foram pegos no exame antidoping. Os atletas testaram positivo para a substância hidroclorotiazida, um diurético proibido no Regulamento de Controle de Doping da CBF e pela AMA (Agência Mundial Antidoping). Eles foram suspensos preventivamente pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por 30 dias.
Nilton testou positivo para a substância em dois jogos: contra o Palmeiras, no dia 30 de setembro, no Allianz Parque, pela Copa do Brasil, e contra o Corinthians, no dia 16 do mesmo mês, no Beira-Rio, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.
Wellington caiu no exame antidoping na partida contra o Palmeiras, no dia 23 de setembro, no Beira-Rio, também pela Copa do Brasil.
A hidroclorotiazida é um diurético cujo uso pode mascarar outras substâncias proibidas pela AMA. Na farmacêutica, ela costuma ser utilizada para problemas cardiovasculares. Os exames foram realizados pela UCLA Olympic Analytical Laboratory, laboratório perito em doping esportivo.
O anúncio foi feito quase simultaneamente pela CBF e pelo Inter. O clube gaúcho afirmou que vai exercer a defesa prévia e iniciou processo para levantar provas em busca da absolvição da dupla. A suspensão preventiva da dupla foi comunicada pela comissão de controle de dopagem da confederação e aguarda o desenrolar do processo.
Nilton foi o segundo reforço mais caro do Inter na temporada, em negócio concluído junto ao Cruzeiro. Já Wellington está emprestado pelo São Paulo até dezembro e antes mesmo do exame antidoping tinha permanência improvável.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber