Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Agência antidoping pede suspensão da Rússia de competições de atletismo

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma comissão independente formada pela Wada (Agência Mundial Antidoping) pediu nesta segunda-feira (9) que a Rússia seja suspensa de todas as competições de atletismo, inclusive da Olimpíada do Rio, em 2016.
A recomendação foi feita para a Iaaf (Federação Internacional de Atletismo).
Um relatório feito pela agência aponta irregularidades de competidores do país em exames antidoping. O esquema, de acordo com a entidade, envolve cinco técnicos e cinco atletas, entre eles Mariya Savinova, campeã olímpica dos 800 metros.
A Wada recomendou ainda o descredenciamento do laboratório de Moscou.
Segundo a comissão independente, o diretor do laboratório da capital da Rússia, Grigory Rodchenko, ordenou a destruição de 1.417 amostras de atletas para exames.
O relatório "identificou falhas sistemáticas com a Iaaf e a Rússia", que impediram ou prejudicaram a possibilidade de um programa antidoping efetivo.
Richard Pound, presidente da comissão independente, disse que espera que a Rússia proceda rapidamente para resolver esta situação, pois a Olimpíada do Rio, em 2016, está em risco para o país.
"Espero que reconheçam que é o tempo de mudar e que façam isso. A ideia não é excluí-los dos Jogos Olímpicos. Porém, se a conduta não é correta, este é o preço que se deve pagar", afirmou Pound.
De acordo com a comissão, os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, foram sabotados pela presença de atletas dopados.
O presidente da Iaaf, Sebastian Coe, disse que a suspensão para a Rússia "poderá incluir uma suspensão provisória ou definitiva com a retirada de futuras competições da entidade".
O dirigente afirmou ainda que "as informações divulgadas pela Wada são alarmantes".
O ministro do Esporte da Rússia, Vitaly Mutko, disse, logo depois da divulgação do relatório, que a Wada "não tem direito" de suspender o país.
A Rússia é uma potência do atletismo. Na última Olimpíada, conquistou 17 medalhas na modalidade –oito de ouro. Ficou atrás apenas dos Estados Unidos no quadra de medalhas.
Ainda nesta segunda-feira, a Interpol anunciou, em Lyon, que vai coordenar a operação "Augeas", liderada pela França, para investigar casos de corrupção no atletismo.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber