Esportes

Ferrari quer reação para evitar domínio da McLaren

Da Redação ·
 A Ferrari tenta reagir no Mundial e mostrou que tem um carro equilibrado
fonte: Foto Fred Dufour/AFP
A Ferrari tenta reagir no Mundial e mostrou que tem um carro equilibrado

A McLaren chegou nesta semana em Hockenheim, na Alemanha, com uma meta estabelecida: consolidar de vez a liderança no Mundial de Pilotos e Construtores. O Grande Prêmio que será disputado neste domingo (25), às 9h (de Brasília), entretanto, terá a presença de uma Ferrari mais ousada e disposta a brigar pelo pódio.
 

continua após publicidade

A escuderia italiana vem falando há tempos da necessidade de ter um fim de semana de sucesso, capaz de embalar a equipe para o restante da temporada. A corrida na Alemanha pode justamente ser a chance que os ferraristas esperavam.

continua após publicidade

Com um carro bem equilibrado, o espanhol Fernando Alonso fez o melhor tempo desta sexta-feira (23). Felipe Massa, que admitiu estar sofrendo nesta temporada com os novos pneus, superou as dificuldades e marcou o terceiro tempo mais rápido.

A McLaren tem a liderança tanto no Mundial de Pilotos quanto no de Construtores. Os ingleses Lewis Hamilton e Jenon Button encabeçam a tabela, respectivamente com 145 e 133 pontos. No campeonato por equipes, a escuderia inglesa anota 278 pontos, 29 a mais que a Red Bull.

continua após publicidade

O time austríaco, aliás, precisa provar na Alemanha que superou os seus problemas internos. Após as faíscas públicas entre o australiano Mark Webber, o alemão Sebastian Vettel e o chefe do time, Chris Horner, a Red Bull tenta encostar novamente na McLaren no Mundial. Os dois pilotos já seguiram as orientações da equipe e declararam que estão unidos.

continua após publicidade

Alonso, quinto colocado com 98 pontos, mira um fim de semana "perfeito" em Hockenheim, após marcar apenas quatro pontos em Valência e Silverstone. Após os treinos desta sexta, o bicampeão mundial afirmou que o objetivo é repetir o desempenho no sábado e no domingo.

- Já tivemos muitas sextas boas neste ano, mas precisamos fazer com que os dois próximos dias sejam perfeitos. Não saberemos o quanto estaremos competitivos até amanhã, mas não devemos ter um grid muito diferente das últimas corridas.

Contra a Ferrari, pesa o fato de os tempos dos treinos desta sexta-feira não serem muito significativos. As condições climáticas mudaram drasticamente durante o ensaio, culminando com o acidente de Hamilton na primeira sessão, que custou uma McLaren destruída. O time vermelho, no final, acabou se dando bem.