Mais lidas
Esportes

Aproveitamento do Barcelona na Liga dos Campeões é melhor sem Messi

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O aproveitamento do Barcelona em jogos da Liga dos Campeões é melhor sem o atacante Lionel Messi, eleito por quatro vezes o melhor jogador do mundo.
Com o craque argentino em campo, a equipe catalã aproveita 67% dos pontos no torneio. Sem ele, o número sobe para 75%.
Nesta terça (20), o Barcelona enfrenta o Bate Borisov, às 16h45 (de Brasília), sem o astro argentino.
Messi ficará dois meses afastado dos gramados após sofrer uma lesão no ligamento colateral interno do joelho esquerdo, em setembro, na vitória do Barcelona sobre o Las Palmas, por 2 a 1, pelo Campeonato Espanhol.
Assim, o atacante deve perder pelo menos mais três jogos da fase de grupos da competição e voltar a campo apenas em dezembro, contra o Bayer Leverkusen, fora de casa.
Se a lógica for mantida, no entanto, o Barça não deve ter dificuldades para encaminhar a sua classificação às oitavas de final do campeonato, mesmo com a ausência do jogador nos próximos confrontos.
Messi estreou no torneio mais importante da Europa no dia 7 de dezembro de 2004, na derrota por 2 a 0 do Barcelona para o ucraniano Shakhtar Donetsk. Desde então, foram 77 gols marcados em cem jogos na Liga dos Campeões, com 58 vitórias, 28 empates e 14 derrotas.
No mesmo período, o Barcelona jogou 128 vezes pela competição, com 78 vitórias, 31 empates e 19 derrotas. Sem Messi, foram 28 jogos, com 20 vitórias, três empates e cinco derrotas.
Uma das explicações para o rendimento melhor da equipe catalã sem o jogador é que o argentino foi poupado ou desfalcou o time em jogos considerados mais fáceis e com menos importância na competição.
Na temporada 2013/2014, por exemplo, Messi participou de apenas três partidas da fase de grupos. Naquela edição, o Barça acabou eliminado pelo Atlético de Madri, nas quartas de final, com a participação do argentino.
Para contornar a ausência do atleta, o Barcelona tenta repetir campanhas vitoriosas em que teve que lidar com o desfalque do atleta. Na temporada 2005/2006, Messi se lesionou e desfalcou a equipe a partir das quartas de final. Mesmo assim, os catalães acabaram campeões pela segunda vez em sua história, ao bater o Arsenal na final.
Esta não é a primeira vez que Messi sofre uma lesão mais séria. A temporada mais difícil para o jogador foi em 2013/2014. Messi sofreu cinco lesões no bíceps femoral, sendo duas na perna esquerda e as outras na coxa direita.
A mais grave delas tirou o atacante por oito semanas, assim como o previsto para a ocorrida neste sábado.
A lesão do jogador também pode mudar a forma de Neymar jogar na equipe. A imprensa catalã cogita pelo menos outras duas possibilidades de formação. Elas exigiriam uma mudança tática, e o brasileiro precisaria se adaptar a uma função diferente da que vem jogando, aberto pelo lado esquerdo do ataque.
O Barcelona foi campeão da Liga dos Campeões nas temporadas 1991/1992, 2005/2006, 2008/2009, 2010/2011 e 2014/2015. Dos cinco títulos dos catalães, Messi esteve em quatro.
O argentino ainda foi o artilheiro do campeonato em cinco edições (2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012, 2014/2015) e foi eleito o melhor jogador do torneio por duas vezes (2008/2009 e 2010/2011).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber