Mais lidas
Esportes

Flagrado dormindo em treino, Massa fala em dia de pouco aprendizado

.

TATIANA CUNHA
SOCHI, RÚSSIA (FOLHAPRESS) - Um derramamento de diesel em parte do circuito de Sochi atrasou e encurtou o primeiro treino livre para o GP da Rússia de F-1 em meia hora. Pela tarde, choveu forte no balneário russo, o que fez com que apenas oito pilotos marcassem tempo na segunda sessão de ensaios.
Com isso, poucas conclusões puderam ser tiradas desta sexta-feira (9) e, assim como aconteceu em Suzuka, no Japão, há duas semanas, os pilotos terão bastante trabalho a fazer no treino livre da manhã deste sábado (10), último antes da definição do grid para a 15ª etapa do Mundial de F-1.
Apesar de ter completado o treino da tarde com a melhor volta dentre os oito pilotos que marcaram tempo, Felipe Massa afirmou que a soneca que a TV o flagrou tirando durante a sessão poderia ter sido mais longa.
"Olha, estava difícil não 'pescar' esperando o tempo passar e a hora de entrar na pista", disse o brasileiro, que completou apenas seis voltas -pela amanhã ele havia feito 12 e ficado com o 12º tempo.
"Foi um dia em que não tivemos muito para fazer e não conseguimos andar o que deveríamos. Dormir certamente era uma ideia melhor. Não deu para tirarmos muitas conclusões hoje porque de manhã andamos com a pista metade molhada e metade seca e de tarde com ela molhada. Como a previsão para o resto do fim de semana é de tempo seco, não vamos aproveitar muito", explicou o piloto da Williams, que ficou à frente de Sebastian Vettel e Valtteri Bottas no treino vespertino.
"Agora vamos ter bastante coisa para fazer antes da classificação e só então vamos entender onde estamos em relação aos outros times".
Se Massa rodou pouco nesta sexta-feira em Sochi, o outro piloto brasileiro na F-1, Felipe Nasr, acumulou ainda menos quilometragem.
Nasr completou 13 voltas na sessão da manhã -foi o 13º colocado- e não chegou a ir à pista na parte da tarde.
"Foi uma pena o que aconteceu pela manhã porque acabamos andando muito pouco. Mas de qualquer maneira foi importante para darmos uma checada geral no carro, já que temos um motor novo, um câmbio novo e tínhamos que ter certeza de que estava tudo funcionando", declarou o piloto da Sauber.
"Amanhã vai ser um dia complicado porque a aderência da pista vai estar baixa, já que a pista não emborrachou muito hoje. Vai ser importante acompanhar a evolução do asfalto e vai ficar tudo para fazermos no terceiro treino. Nosso objetivo é trabalhar para entrar no Q2", completou Nasr, sobre a sessão que define o grid e que será realizada neste sábado, a partir das 9h (de Brasília).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber