Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Esportes

Suíça nega pedido de liberdade feito por ex-dirigente da Conmebol

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A justiça suíça negou o pedido do ex-presidente da Federação Venezuelana de Futebol e ex-dirigente da Conmebol Rafael Esquivel, que queria sair da prisão por conta de problemas de saúde. As informações são da agência Reuters.
Segundo a agência, a justificativa da corte foi que Esquivel poderia usar a liberdade para fugir. Os argumentos apresentados em defesa de sua libertação, como idade avançada e saúde debilitada, não foram considerados suficientes para contrariar o risco de fuga.
Esquivel foi preso em 27 de maio, juntamente com outros seis cartolas, todos acusados de envolvimento em um esquema de corrupção no futebol.
O cartola venezuelano teve sua extradição aos Estados Unidos aprovada no dia 23 de setembro. A partir da data, ele tem um prazo de 30 dias para recorrer da decisão com recurso no Tribunal Penal Federal.
Na semana passada, as autoridades suíças anunciaram a extradição do cartola da Costa Rica Eduardo Li, ex-dirigente da Concacaf.
Em prisão domiciliar nos EUA está o ex-presidente da Concacaf Jeffrey Webb, um dos sete presos em maio e que aceitou espontaneamente em julho ser extraditado para o território americano.
Os cartolas presos são acusados pelas autoridades dos EUA de envolvimento num esquema de propina relacionado a direitos de transmissão de torneios na América Latina, incluindo as edições da Copa América de 2015, 2017, 2019 e 2023.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber