Esportes

Ferrari é multada em US$ 100 mil e vai a julgamento

Da Redação ·
 Equipe mandou Massa deixar Alonso passá-lo
fonte: Martin Meissner/AP
Equipe mandou Massa deixar Alonso passá-lo

A Ferrari foi punida em US$ 100 mil (cerca de R$ 178 mil) pela quebra de dois artigos no GP da Alemanha deste domingo, quando ordenou que Felipe Massa desse passagem a Fernando Alonso, que acabou como o vencedor da corrida em Hockenheim. O caso ainda será analisado pelo Conselho Mundial da FIA em Paris em data a ser definida.
A mudança de posição entre os dois pilotos, feita após uma ordem implícita em uma mensagem de rádio, feriu os artigos 39.1 (ordens de equipe) e 151c (conduta fraudulenta) e a multa de US$ 100 mil é a pena máxima que pode ser imposta pelos comissários de prova. Na reunião realizada após a corrida estiveram os chefes de equipe Stefano Domenicali e Massimo Rivola, além dos pilotos da equipe.

continua após publicidade

A prova foi vencida pelo espanhol, que ultrapassou o brasileiro após uma suposta ordem para que fosse realizada uma troca de posições. "Fernando é mais rápido do que você. Você entendeu a mensagem?", afirmou, via rádio, Rob Smedley, engenheiro de provas de Massa. Em seguida, o brasileiro reduziu a velocidade e cedeu a liderança para Alonso.

Em 2002, no GP da Áustria, a Ferrari foi multada em US$ 1 milhão por ter dado ordem a Rubens Barrichello para deixar Michael Schumacher vencer a corrida. O evento, inclusive, serviu para a criação de itens no regulamento que dificultariam novas ordens.