Esportes

Corinthians cai para Atlético-GO e perde invencibilidade

Da Redação ·
Com o resultado, o Corinthians segue com 21 pontos e pode perder a ponta da tabela para o Fluminense, que tem 19 e recebe o Cruzeiro
fonte: Agências
Com o resultado, o Corinthians segue com 21 pontos e pode perder a ponta da tabela para o Fluminense, que tem 19 e recebe o Cruzeiro

A décima rodada do Campeonato Brasileiro marcou o fim da invencibilidade do Corinthians, que ainda ficou com a liderança ameaçada. Em um jogo bastante equilibrado, a equipe corintiana perdeu para o lanterna Atlético-GO por 3 a 1, na noite de quarta-feira (21), no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

continua após publicidade

Com o resultado, o Corinthians segue com 21 pontos e pode perder a ponta da tabela para o Fluminense, que tem 19 e recebe o Cruzeiro nesta quinta, ou até mesmo para o Ceará, que soma 18 e visita o Guarani. Já o Atlético foi a sete pontos e termina a rodada mais próximo dos primeiros times fora da zona de rebaixamento.

continua após publicidade

Na próxima rodada, o Corinthians encara o Guarani, no Pacaembu, no domingo, às 18h30. Na véspera, também às 18h30, o Atlético visita o Vasco, em São Januário.

continua após publicidade

POLÊMICA - O Corinthians começou dominando o jogo, tanto no gramado quanto fora, contando com grande apoio de sua torcida em Goiânia. No campo, Bruno César foi a principal alternativa de ataque, sobretudo nos chutes de longe.

Jogando no contra-ataque, o Atlético saiu na frente aos 21, graças a um lance polêmico. Tiuí recebeu em posição duvidosa na frente, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Júlio César. Gutemberg de Paula Fonseca marcou o pênalti, que Robston bateu bem para fazer 1 a 0.

continua após publicidade

Ligeiramente melhor em campo, o Corinthians não demorou para empatar, numa jogada que começou exatamente com Bruno César. Aos 33, o camisa 11 levantou na área, Danilo ajeitou de cabeça e Iarley bateu de primeira.

continua após publicidade

O Corinthians até poderia terminar o primeiro tempo vencendo, não fosse a ótima atuação de Márcio. Já nos minutos finais, Bruno César fez ótimo passe para Iarley, que recebeu na área e bateu cruzado para grande defesa do goleiro.

continua após publicidade

No segundo tempo, o jogo continuou equilibrado e qualquer detalhe poderia definir o vencedor. E foi assim que o Atlético chegou ao segundo gol, aos 23. Danilo tentou o passe no meio de campo, mas acabou acertando o árbitro. A bola então sobrou para Robston, que lançou Pedro Paulo na esquerda. Ele se livrou de Alessandro no bico da área e acertou um belo chute, no ângulo de Júlio César.

MAIS RECLAMAÇÃO - Se o Corinthians reclamou do primeiro gol do Atlético, o time goiano também teve um lance polêmico para lamentar. Aos 31, Iarley trombou com Pituca na área, caiu e Gutemberg de Paula Fonseca marcou o pênalti. Mas Márcio estava mesmo em uma grande noite e defendeu a cobrança de Chicão, que perdeu o segundo pênalti seguido - já havia batido para fora na vitória do último domingo sobre o Atlético-MG.

continua após publicidade

O golpe de misericórdia do Atlético veio aos 34, quando Pedro Paulo ganhou do mesmo Chicão numa trombada entre os dois na área do Corinthians. A bola sobrou para Marcão bater firme e assegurar a segunda vitória para o time goiano no Brasileirão.

continua após publicidade

Ficha técnica:

continua após publicidade

Atlético-GO 3 x 1 Corinthians

Atlético-GO - Márcio; Dida, Jairo (Daniel Marques), Welton Felipe e Chiquinho; Pituca, Robston e William; Pedro Paulo, Marcão (Juninho) e Rodrigo Tiuí (Agenor). Técnico: Roberto Fernandes.

continua após publicidade

Corinthians - Júlio César; Alessandro, Chicão, Paulo André e Roberto Carlos (Defederico); Ralf, Elias, Bruno César e Danilo (Tcheco); Dentinho (Souza) e Iarley. Técnico: Mano Menezes.

Gols - Robston (pênalti), aos 21, e Iarley, aos 33 minutos do primeiro tempo; Pedro Paulo, aos 23, e Marcão, aos 34 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Marcão, Rodrigo Tiuí, Robston, Marcão, Chiquinho, William e Pituca (Atlético-GO); Júlio César, Chicão e Souza (Corinthians).

Árbitro - Gutemberg de Paula Fonseca (RJ).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).