Esportes

Vitória de Vettel no GP da Hungria é marcada por homenagem a Bianchi

Da Redação ·
Vettel vence em Cingapura e passa Senna no número de vitórias na F-1  (Foto: AFP/Arquivo/imagem ilustrativa)
Vettel vence em Cingapura e passa Senna no número de vitórias na F-1 (Foto: AFP/Arquivo/imagem ilustrativa)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sebastian Vettel conquistou sua segunda vitória na temporada neste domingo (26) no GP da Hungria, décima etapa do Mundial de F-1.

O pole position e líder do campeonato, Lewis Hamilton, foi apenas o sexto, após uma corrida com diversos contratempos para a Mercedes. Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo, ambos da Red Bull, completaram o pódio.

Em uma largada ousada, as Ferraris de Vettel e Kimi Raikkonen assumiram o lugar das Mercedes na liderança. Hamilton se complicou, perdeu o controle do carro e acabou caindo para o décimo lugar após sair da pista.

Enquanto Vettel não foi ameaçado, o carro de Raikkonen não conseguiu manter o rendimento, sem conseguir desenvolver velocidade na reta. No final da prova, o finlandês abandonou a corrida.

Na 43ª volta, uma batida de Hulkenberg provocou a entrada do safety car, unindo todos os carros em um pelotão só. Na relargada, Hamilton teve a asa quebrada após um toque com Ricciardo.

O líder do campeonato chegou a ser o 14º e poderia ver o companheiro de equipe empatar a pontuação na competição. Porém, Rosberg teve o pneu furado após uma disputa pelo segundo lugar com Kvyat e terminou em oitavo. Com ritmo forte, Hamilton conseguiu chegar em sexto lugar.

BRASILEIROS
Felipe Massa teve uma largada ruim, perdendo uma posição já no começo da prova. O brasileiro ainda recebeu uma punição de cinco segundos nos boxes por se posicionar errado na formação do grid. A Williams foi apenas a 12ª, sem marcar pontos. Já Felipe Nasr, por sua vez, aproveitou os erros dos pilotos a sua frente para conseguir chegar em 11º após largar em 18º.

HOMENAGEM A JULES BIANCHI
Antes de formarem o grid de largada, os pilotos prestaram homenagem ao francês Jules Bianchi, 25, morto em 17 de julho.

Equipes e torcedores fizeram um minuto de silêncio. Os pilotos ainda se abraçaram em volta de capacetes utilizados por Bianchi, dispostos na pista.  Ao cruzar a linha de chegada, Vettel falou pelo rádio "Jules, esta vitória é para você".

continua após publicidade