Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Recordista em participação em Pan ganha bronze na vela

.

ITALO NOGUEIRA, ENVIADO ESPECIAL
TORONTO, CANADÁ (FOLHAPRESS) - Recordista brasileiro de participação em Jogos Pan Americanos, o velejador Cláudio Biekarck, 64, conquistou neste domingo (19) a medalha de bronze na classe Lightning, ao lado de Gunnar Ficker, 60, e Maria Hackero, 24.
Biekarck mantém a média de uma medalha por Pan. Essa foi a 9ª edição do evento do qual participou, superando o atirador Durval Guimarães, com oito. Terá disputado, assim, de mais da metade dos Jogos já realizados -esta é a 17ª edição.
Este foi o quinto bronze do experiente velejador, que se soma à coleção de medalhas de Pan que tem mais três pratas e um ouro. Ele diz que não sabe se disputará a décima.
"Não sei se vai dar. Quatro anos... Tem chão pela frente. Foi um campeonato muito longo, sem nenhum dia de descanso no meio. Só antes da final. Mas a gente se cuida, fomos dormir cedo todos os dias", disse Biekarck.
Caso não dispute o Pan de Lima-19, ele pode ter a marcar igualada por Gunnar, seu parceiro desde San Juan-79, segundo Pan do qual participou.
"Vamos tentar fazer a seletiva. Vontade não falta", disse Gunnar.
A medalha foi obtida numa classe onde o vigor físico não é tão exigido como em outras da vela. Contundo, eles enfrentaram adversários com tripulação, em sua maioria, entre os 30 e 40 anos.
O ouro ficou com o trio argentino Javier Conte, 39, Nicolas Fracchia, 39, e Maria Salerno, 29. A prata foi para a equipe norte-americana, formada por Justin Coplan, 27, Caroline Patten, 26, e Danirlle Prior, 23.
"Na seletiva já tínhamos ganhado de muita gente jovem."
Na regata final, o trio brasileiro chegou em último, na quinta posição. Só não perdeu a medalha porque o trio chileno ficou na quarta -eles precisava ficar duas posições a frente da equipe do Brasil. A competição teve, no total, sete embarcações, mas só cinco disputam a "medal race".
Assim como os demais brasileiros, o trio se queixou da falta de vento no lago Ontário. Biekarcki comparou as condições à do Pan de Indianápolis-75.
"O vento não colaborou muito. Tínhamos uma expectativa de vento fraco. Não imaginou que fosse tão fraco e variando tanto de direção. Mas estamos satisfeitos com o resultado. Medalha é medalha."




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber