Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Orlandinho vence em estreia no Pan em jogo para duas torcedoras

.

MARCEL MERGUIZO, ENVIADO ESPECIAL
TORONTO, CANADÁ (FOLHAPRESS) - A estreia da principal revelação brasileira do tênis no Pan de Toronto foi com vitória, vista apenas por duas torcedoras. Orlando Luz, 17, venceu nesta sexta-feira (10) o hondurenho Alejandro Obando, de 23 anos, atualmente fora do ranking mundial dos profissionais.
Orlandinho, como é conhecido no circuito, 570º do ranking da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), dominou toda a partida e a fechou em 2 sets a 1, parciais de 6/1 e 6/1, em uma hora e 15 minutos de jogo.
Foi a estreia do gaúcho de Carazinho em uma competição adulta representando o Brasil. Orlandinho jogou na quadra cinco do Centro Canadense de Tênis, onde são disputadas grandes competições dos circuitos profissionais masculino e feminino.
No entanto, a partida foi em uma quadra sem arquibancada, como essas de parques públicos. 
As únicas duas torcedoras chegaram quando o jogo já se encaminhava para o fim. As irmãs Daniela e Juliana Almenara, de 35 e 32 anos, respectivamente, estavam vestidas com camisetas verde-amarelas e segurando a bandeira do Brasil.
Amantes de tênis, aproveitaram as férias em Toronto para assistir aos jogos. Pagaram 30 dólares canadenses nos ingressos (cerca de R$ 72). E gostaram da partida.
As outras pessoas ao redor da quadra eram três voluntários, dois seguranças, dois funcionários do comitê organizador do Jogos, os técnicos e a jogadora do Brasil Paula Gonçalves (Bia Haddad e Gabriela Cé assistiram apenas a alguns games do jogo).
Como as meninas do Brasil estreiam neste sábado, a técnica delas, Carla Tieni, foi quem acompanhou Orlandinho. Isto porque o técnico da equipe masculina, Patricio Arnold, estava no jogo de Marcelo Zormann, outro brasileiro que jogava ao mesmo tempo, em outra quadra.
"Prefiro jogar com torcida. O público às vezes te levanta. E espero jogar na quadra central [para 10 mil torcedores] aqui. Espero jogar o ATP de Toronto em breve aqui também", afirmou Orlandinho. 
Ele assumiu que, às vezes, se distraia com as pessoas passando ao lado da quadra.
"É diferente jogar sem torcida. Ficava com um olho fora da quadra na hora de receber o saque, porque você vê as pessoas caminhando". 
Na próxima rodada, ele enfrenta o norte-americano Dennis Novikov, de 21 anos e 196º do mundo (partida ainda sem data definida).
"Não sabia muito do cara contra quem joguei. Conheço pouco outros também. Mas sei que os argentinos vão brigar pelo título", disse o tenista que há um ano ganhou o título juvenil em duplas em Wimbledon, ao lado de Zormann. 
Em abril, já aos 17, Orlandinho se tornou o mais jovem brasileiro a vencer uma partida de Challenger (segundo degrau entre os torneios profissionais). Chegou lá um ano mais cedo do que Gustavo Kuerten.
Um mês depois, permaneceu duas semanas na liderança do ranking mundial juvenil, posto que perdeu pois passou a jogar torneios profissionais.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber