Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Paraguai recua em decisão e libera atuação de Amarilla

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Associação Paraguaia de Futebol (APF) voltou a permitir que o árbitro Carlos Amarilla possa atuar profissionalmente. Ele havia sido suspenso após escutas telefônicas denunciarem a possível influência de Julio Grondona, ex-presidente da Federação Argentina de Futebol, na sua escalação no jogo do Corinthians contra o Boca Juniors, pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América-2013.
Os auxiliares Rodney Aquino e Carlos Cáceres, que também trabalharam no jogo e haviam sido suspensos, foram liberados.
No comunicado oficial divulgado na quinta-feira (9), a APF afirma que "reitera a confiança na honorabilidade e trajetória dos árbitros". A nota é assinada pelo presidente em exercício da associação, Carlos Sosa Jovellannos, e pelo diretor de árbitros, Amelio Andino.
O trio atuou no segundo jogo das oitavas de final entre Corinthians e Boca Juniors. Na ocasião, o time brasileiro acusou o juiz de cometer vários erros, entre eles um pênalti não marcado para a equipe alvinegra e dois gols legais anulados.
Amarilla admitiu os erros cometidos, mas nega o favorecimento da equipe argentina. Ele estava suspenso desde o 22 de junho, um dia após um programa de TV argentino divulgar escutas sobre a cartolagem do país. Uma das conversas levanta suspeitas sobre a maneira como o árbitro foi escolhido para o jogo.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber