Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Neymar deixa a concentração e diz que não treinaria com alegria se ficasse

.

MARCEL RIZZO E SÉRGIO RANGEL, ENVIADOS ESPECIAIS
SANTIAGO, CHILE (FOLHAPRESS) - O atacante Neymar já deixou a concentração da seleção brasileira em Santiago, depois de a CBF desistir de entrar com recurso para tentar diminuir a suspensão de quatro jogos do atleta, que o tirou da Copa América.
Não havia torcedores na porta do hotel Sheraton, em uma zona nobre da capital chilena.
"Já falei com o Dunga [técnico] e o Gilmar [Rinaldi] sobre o que aconteceu, sabíamos que a punição não ia diminuir em nada. Fomos alertados. Entendemos que o melhor é ir embora. É complicado um cara treinar para não ter nada. A Copa América para mim acabou", disse o jogador.
A CBF soube, na tarde de domingo (21), pouco antes de o Brasil vencer a Venezuela por 2 a 1, que o equatoriano Guillermo Saltos, presidente da Câmara de Apelações, não estava disposto a diminuir a pena imposta de quatro jogos pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol –Neymar foi expulso na derrota para a Colômbia, quarta (17), depois de entrar em confusão com os rivais Murillo e Bacca. Depois, xingou o árbitro Enrique Osses no vestiário, o que fez a suspensão ser dura.
"Foi uma ocasião que deixei levar [no jogo]. Que sirva de aprendizado e agora vou curtir a família e descansar a mente", disse o jogador.
O jogador admitiu que não teria alegria em permanecer no grupo, treinando, sem poder jogar. Alguns companheiros, como Thiago Silva e Daniel Alves afirmaram que o melhor para o atleta era deixar a concentração caso realmente não pudesse jogar. "É complicado um cara treinar sem ser para alguma coisa. Todos que estão aqui estão treinando para jogar, em busca do título, como eu vinha treinando", disse.
No sábado, o técnico Dunga havia afirmado que o jogador deveria decidir se ficaria ou não.
Mais cedo, em sua conta em rede social, Neymar já havia postado um pedido de desculpa por ter perdido a Copa América.
LEIA O TEXTO NA ÍNTEGRA
"Aguardei com muita fé e esperança até este momento pela possibilidade de ainda poder atuar pela Seleção Brasileira nesta Copa América.
Infelizmente não será mesmo possível.
Sei que a minha presença no grupo é importante, assim como a de cada um dos demais jogadores que, mais do que nunca, devem estar com seus pensamentos totalmente voltados para as próximas partidas que temos pela frente.
Nunca me furtei da responsabilidade de ser um dos líderes do grupo e como capitão sempre me entrego em busca de vitórias e tomando decisões, sejam elas erradas ou certas. E este é um momento de decisão.
Independentemente de onde estarei a partir de agora, acompanharei sempre a seleção, torcendo pelo sucesso dos meus companheiros, mas ficar aqui apenas treinando é me matar por dentro... Sem alegria nenhuma....É muito ruim treinar sem me preparar para algo e essa situação pode me levar a uma lesão acidental o que tornaria tudo ainda mais difícil.
Precisava externar esse sentimento ao grupo e a comissão técnica que sempre me apoiaram. Ficar aqui poderia trazer para um ambiente de "CONCENTRAÇÃO" assuntos que tirariam o foco do principal objetivo da Seleção.
Peço perdão aos meus companheiros, por ter me permitido estar nessa situação mas tenho certeza que saio com mais um aprendizado em minha carreira.
Boa sorte Brasil!!"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber