Esportes

Sem Neymar, Brasil bate Venezuela e enfrenta Paraguai nas quartas

Da Redação ·
Seleção Brasileira jogou sem sofrer sustos do ataque venezuelano = Foto: Jorge Saenz/AP
Seleção Brasileira jogou sem sofrer sustos do ataque venezuelano = Foto: Jorge Saenz/AP

FÁBIO PORTUGAL
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A seleção brasileira superou a ausência de Neymar e derrotou a Venezuela por 2 a 1, neste domingo (21), em Santiago, pelo último jogo da fase de grupos da Copa América, disputada no Chile.

O resultado garantiu a classificação do time de Dunga para a próxima fase na liderança do Grupo C, após duas vitórias e uma derrota. O adversário nas quartas de final será o Paraguai, sábado (27), em Concepción.
Todos os confrontos já estão definidos. Caso passe pelos paraguaios nas quartas, a seleção irá enfrentar o vencedor do confronto entre Argentina e Colômbia. Do outro lado da chave, o Chile encara o Uruguai e a Bolívia joga contra o Peru.

O técnico Dunga apostou em Robinho para o lugar de Neymar. E foi dos pés do jogador do Santos que o Brasil construiu a jogada do primeiro gol, aos 8 min. Ele cobrou escanteio e Thiago Silva apareceu na marca do pênalti para finalizar de chapa antes de a bola cair.

Podendo até empatar para garantir a classificação na liderança do grupo, a seleção diminuiu o ritmo e controlou todo o primeiro tempo, com mais finalizações e sem sofrer sustos do ataque venezuelano.

A exemplo do primeiro tempo, o Brasil conseguiu um gol logo no início. Aos 6 min, Willian recebeu na esquerda e passou por Rosales em velocidade. Ele cruzou para a área e Firmino apareceu livre para ampliar.

Com a vantagem por dois gols, Dunga promoveu as entradas de David Luiz e Diego Tardelli nos lugares de Firmino e Philippe Coutinho, respectivamente.

A Venezuela conseguiu descontar aos 38 min. Arango cobrou falta no canto, Jefferson fez ótima defesa e a bola bateu na trave. Fedor aproveitou o rebote e completou de cabeça para o gol. Os venezuelanos, porém, não conseguiram o gol de empate que classificaria a equipe e eliminaria a Colômbia.

BRASIL
Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Elias, Willian, Philippe Coutinho (Diego Tardelli) e Robinho (Marquinhos); Roberto Firmino (David Luiz)
T.: Dunga
VENEZUELA
Baroja; Rosales, Vizcarrondo, Túñez e Cíchero; Rincón, Seijas (González), Vargas (Martínez) e Arango; Guerra (Fedor) e Rondón
T.: Noel Sanvicente
Estádio: Monumental, em Santiago
Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai)
Gols: Thiago Silva, aos 8 min do 1º tempo; Roberto Firmino, aos 5, e Fedor, aos 38 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Thiago Silva (B), Vargas, Seijas e Túñez (V)

continua após publicidade