Esportes

​Flamengo acerta contrato e confirma contratação de Guerrero

Da Redação ·
Paolo Guerrero deixou o Corinthians e vai reforçar o Flamengo - Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Paolo Guerrero deixou o Corinthians e vai reforçar o Flamengo - Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Depois de uma longa negociação e de alguns capítulos, a contratação do atacante peruano Paolo Guerrero pelo Flamengo foi fechada. A diretoria rubro-negra acertou com os representantes do atlete um contrato de 3 anos e o pagamento das luvas diluído pelo período do vínculo. Guerrero não renovou contrato com o Corinthians e foi liberado do clube na última quarta-feira .

continua após publicidade

Aos 31 anos, o atacante chega para ser o comandante do ataque flamenguista e vai receber um salário de R$ 500 mil, além de R$ 2 milhões no ato da assinatura mais R$ 10 milhões divididos em 30 parcelas, totalizando R$ 12 milhões o valor das luvas.

Guerrero está em Lima, no Peru, para a preparação da seleção visando à disputa da Copa América , que acontece no Chile. O Peru está no grupo do Brasil e é o adversário canarinho na estreia na competição, dia 14, às 18h30 (horário de Brasília), em Temuco.

continua após publicidade

O anúncio do atacante Guerrero, que só vai poder estrear depois do fim da participação da seleção peruana na Copa América, serve para amenizar a pressão interna que vinha sofrendo a atual diretoria do Flamengo . O ano eleitoral aumentou a cobrança sobre o presidente Eduardo Bandeira de Melo, que promete não fugir a política de austeridade financeira.

Além do atacante peruano, a diretoria ainda busca mais um reforço. O meio-campo é o setor que mais preocupa. A lista é grande, mas ainda não há um nome fechado. Renato Augusto, que poderia ser trocado pelo zagueiro Samir, Elias e Petros, ambos do Corinthians , Diego, ex-Santos, e Felipe Melo, estão entre os candidatos.

A chegada de dois reforços já estava planejada no início da temporada quando o orçamento do departamento de futebol foi elaborado. Há uma "janela" financeira para incorporar estes dois jogadores. No entanto, a diretoria sonhava poder usar a receita do projeto sócio-torcedor para trazer um deles. O problema é que a meta traçada não foi alcançada (80 mil sócios).