Esportes

Fifa bane do futebol Marin e outros dez dirigentes

Da Redação ·
Marin foi preso na Suíça (Foto: Arquivo/TN)
Marin foi preso na Suíça (Foto: Arquivo/TN)

O comitê de ética na Fifa proibiu provisoriamente o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, e outros dez envolvidos no escândalo de corrupção entre dirigentes e empresas de marketing e transmissão esportiva de exercerem qualquer atividade ligada ao futebol. 

continua após publicidade

A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (27) pelo presidente da câmara decisória do comitê de ética, Hans-Joachim Eckert, com base nas investigações conduzidas pela Justiça norte-americana. 

"As acusações estão claramente relacionadas com o futebol e são de natureza tão grave que era necessário tomar uma ação rápida e imediata. O processo seguirá o seu curso de acordo com o código de ética da Fifa", afirmou Eckert. 

continua após publicidade

Apesar de não ser mais o mandatário da CBF, Marin ainda ocupa a vice-presidência da entidade e é membro do comitê organizador do futebol na Olimpíada. Ele terá de deixar esses dois cargos. 

Além do brasileiro, receberam a mesma sanção Jeffrey Webb, um dos vice-presidentes da Fifa, além de Eduardo Li, Julio Rocha, Costas Takkas, Jack Warner, Eugenio Figueredo, Rafael Esquivel, Nicolás Leoz, Chuck Blazer e Daryll Warner. 

Marin, 83, e outros seis dirigentes detidos nesta quarta pela polícia suíça em uma operação surpresa, realizada a pedido das autoridades dos Estados Unidos. Os cartolas são investigados pela justiça americana em um suposto esquema de corrupção. 

Segundo o Departamento de Justiça dos EUA, foram detidos, além de Marin, que deixou a presidência da CBF em abril, Jeffrey Webb, Eduardo Li, Julio Rocha, Costas Takkas, Eugenio Figueredo e Rafael Esquivel.