Mais lidas
Esportes

Apucaranenses se destacam na 3ª edição do MSC Sanda Combat

.

Os apucaranenses foram destaques na 3ª edição do MSC Sanda Combat, realizada nesse sábado à noite no Ginásio de Esportes Padre Mário Tésio, do Colégio São José. Dos sete atletas que lutaram no MMA (Mixed Martial Arts) representando o município, cinco venceram e ganharam os cinturões, enquanto dois perderam os seus combates.

Ganharam as lutas os apucaranenses Rafael Teixeira, Luciano, Flávio Magon, Rafael Abreu, o Black, e Celso Lorinho. Já Pedroca e Laerte Costa e Silva, o Mid-Night, sofreram derrotas no ginásio do Colégio São José, que recebeu a presença de um grande público.

No primeiro duelo de MMA da noite, o mourãoense Markini ganhou por finalização de Willian Telles, de Siqueira Campos. Em seguida, o paraguaio Hugo Prieto venceu Pedroca no primeiro round. Aos 2 minutos e 15 segundos de luta, o apucaranense machucou o braço e com isso a vitória ficou com o lutador do Paraguai.

Na sequência, duelaram Rafael Teixeira, de Apucarana, e Éder, de Jataizinho. O apucaranense foi altamente superior no combate e ganhou por finalização no primeiro round. O também apucaranense Luciano superou Yoneda, do Paraguai, por finalização no round inicial.

Na quinta luta de MMA, Flávio Magon, de Apucarana, que representa a Aguiar Systen/MFT, passou fácil por Marmaduke, de Siqueira Campos. Magon, que faturou a sua 12ª vitória no MMA, ganhou por nocaute no primeiro round.

Em seguida lutaram Rafael “Black”, da Chuteboxe/Colliseum Centro de Artes Marciais, e José Carlos “Metal”, de Curitiba. O lutador de Apucarana, que conquistou a quarta vitória na modalidade, foi superior o tempo todo e venceu por decisão unânime.

Na penúltima luta do 3º MSC Sanda Combat, apontada pelo público presente como o melhor duelo de sábado, o inglês Darren Till derrotou por nocaute no quarto round o apucaranense Laerte “Mid-Night”.

No último combate, Celso Lorinho ganhou de Javier, do Paraguai, por finalização no primeiro round. A luta durou um minuto. O combate era para ter sido disputado entre Lorinho e o norte-americano Tim Ruberg. Mas a organização do evento acabou mudando o adversário do atleta de Apucarana, que conquistou a 22ª vitória no MMA.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber