Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Em circuito bastante conhecido, equipes da F-1 tentam recomeço na Espanha

.

TATIANA CUNHA
BARCELONA, ESPANHA (FOLHAPRESS) - Os 4.655 m do traçado do circuito da Catalunha, nas redondezas de Barcelona, são os mais conhecidos das equipes de F-1. Cenário do GP da Espanha nos últimos 25 anos e no próximo domingo, o autódromo também recebe regularmente os testes da pré-temporada da categoria.
Como marca também o início da temporada europeia do calendário, tradicionalmente é a etapa em que os times aproveitam para colocar as maiores atualizações em seus carros.
Justamente por isso é visto como uma nova fase no campeonato e dá esperança para equipes de que podem tentar tirar a desvantagem para a Mercedes.
Após quatro corridas disputadas, a equipe de Lewis Hamilton e Nico Rosberg lidera o Mundial de Construtores com 52 pontos de vantagem sobre a Ferrari, a segunda colocada. A dupla, aliás, foi ao pódio em todas as etapas até aqui -Hamilton venceu três provas e é o líder entre os pilotos.
"Para ser sincero, não trouxemos uma tonelada de novidades para esta corrida porque acreditamos que qualidade é mais importante que quantidade. Imaginamos que vamos dar um salto, só não sabemos o quão grande será", afirmou o inglês da Mercedes nesta quinta-feira no paddock de Montmeló.
Já para a Williams, que ocupa o terceiro posto na classificação, a corrida deste domingo, a partir das 9h (de Brasília), será uma boa chance para medir forças com Mercedes e Ferrari.
"Nosso objetivo agora é tentar nos aproximarmos das equipes que estão na nossa frente e Barcelona deve nos dar uma boa noção de onde estamos já que todos os times trazem novidades e conhecem bem a pista", afirmou Rob Smedley, chefe dos engenheiros da equipe inglesa.
"Apesar de todas as novidades que todo mundo terá, não acho que veremos uma grande mudança no cenário geral", disse Felipe Massa.
Mesmo para as equipes menores, como é o caso da Sauber, a primeira corrida em território europeu é sinônimo de um possível recomeço.
"Sabemos que Barcelona é um ponto de mudança para a maior parte das equipes e nós não somos diferentes", afirmou o brasileiro Felipe Nasr, titular do time suíço.
"Fizemos algumas atualizações no nosso carro durante as quatro primeiras corridas, mas teremos mais coisas agora. São coisas no piso do carro, no difusor e na refrigeração também. Por enquanto é difícil saber se elas vão funcionar. O bom é que andamos bem aqui na pré-temporada e temos uma ideia de onde devemos começar nos treinos livres", completou Nasr sobre as sessões que acontecem nesta sexta-feira, às 5h e às 9h (de Brasília).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber