Mais lidas
Esportes

Fábio diz que precisa ter influência nos bastidores para jogar na seleção

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Destaque do Cruzeiro na derrota para o São Paulo por 1 a 0, na quarta-feira (6), no Morumbi, pela partida de ida das oitavas de final da Taça Libertadores da América, o goleiro Fábio, 34, afirmou que é preciso ter influência nos bastidores para jogar pela seleção brasileira.
"Infelizmente não tenho influência nos bastidores, não tenho amizades e isso daí as vezes interfere diretamente. Dentro de campo, ano a ano venho mostrando o que eu posso fazer dentro do Cruzeiro e, infelizmente, não tenho esse reconhecimento da seleção", disse o goleiro em entrevista à ESPN.
O camisa um da equipe mineira também cutucou Gilmar Rinaldi, coordenador de seleções. "Os critérios são diferentes comigo. Antes da Copa, o Gilmar foi perguntado sobre os goleiros que deveriam ir para a Copa. Na ocasião, ele disse que eu deveria ser o segundo. Agora, ele está la como um dos coordenadores e nem convocado eu fui", afirmou.
Em entrevista ao programa Bem Amigos, do SporTV, em abril do ano passado, Gilmar Rinaldi, que exercia a função de empresário, disse que na sua opinião os três goleiros que deveriam ser convocados para a Copa do Mundo no Brasil eram Diego Alves, do Valencia, Victor, do Atlético-MG, e Fábio.
Titular do Cruzeiro desde 2005 e com dois títulos do Campeonato Brasileiro no currículo, Fábio foi convocado pela última vez para a seleção brasileira em 2011.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber