Esportes

Neymar "top" lidera Barcelona em sequência, mas Real segue na cola

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Neymar "top" lidera Barcelona em sequência, mas Real segue na cola
Neymar "top" lidera Barcelona em sequência, mas Real segue na cola

A vitória por 2 a 0 no dérbi com o Espanyol encerrou uma mini-maratona no Barcelona. A série de cinco jogos em 14 dias era considerada como fundamental para o time mostrar pelo que realmente luta no final desta temporada. O clube chega ao final da sequência ainda líder do Campeonato Espanhol e vivo na Champions, muito graças à recuperação e liderança de Neymar.

continua após publicidade

O brasileiro voltou a atuar em seu melhor nível, como no início de 2015. Nestes últimos cinco jogos ele fez cinco gols e deu duas assistências, enquanto Messi e Suárez marcaram três vezes cada. Neymar balançou as redes até no único jogo da mini-maratona em que o time sofreu danos, o empate em 2 a 2 com o Sevilla, e comandou a equipe no momento decisivo. Agora ele soma 31 gols e seis assistências na temporada. Antes desta sequência de jogos, o atacante encarou fase de baixa, havia marcado apenas dois gols em dez jogos. Tudo mudou com uma partida no banco. Entre as duas fases distintas, Neymar foi reserva contra o Almería, no Camp Nou, e não jogou nenhum dos 90 minutos. A medida, na época, chegou a levantar polêmicas, mas o técnico Luis Enrique garantiu que teria sido para poupar o craque.

Nesta segunda-feira, após mais uma grande atuação, Neymar foi capa do "Sport", de Barcelona. A reportagem indica que o descanso do camisa 11 foi fundamental para que ele pudesse voltar ao seu melhor nível - e aconteceu após conversas entre a comissão técnica de Luis Enrique e o staff pessoal de Neymar, que treina com o jogador em sua casa. Além da alegação de que o craque estaria saturado, a publicação afirma que ele se motiva mais nos jogos exibidos em TV aberta no Brasil.
A resposta após ficar no banco foi imediata: dois gols no Espanhol (Sevilla e Espanyol) e três na Champions (PSG). Com um Real Madrid ainda na cola - vindo de cinco vitórias consecutivas no Espanhol e apenas dois pontos atrás na tabela - e um encontro marcado com o Bayern na semifinal da Liga dos Campeões, o Barça depende de seu camisa 11 porque entra em uma nova roda de fogo.Serão seis jogos em 19 dias. Apesar de encarar adversários mais fracos no campeonato nacional, os duelos com o time de Guardiola no meio, e o jogo contra o Atlético no Calderón, na penúltima rodada, tornam a sequência tão difícil como a última - e esta ainda mais decisiva. Nesta terça-feira, o adversário é o Getafe em casa. Depois tem Córdoba (fora), Bayern (casa), Real Sociedad (casa), Bayern (fora), e Atlético (fora).