Mais lidas
Esportes

​São Paulo descartou Luxemburgo, mas porta não está fechada

.

A situação se explica: o São Paulo avalia que Luxemburgo recusou sair do Flamengo agora porque disputa a fase final do Campeonato Carioca - Foto: Divulgação
A situação se explica: o São Paulo avalia que Luxemburgo recusou sair do Flamengo agora porque disputa a fase final do Campeonato Carioca - Foto: Divulgação

Se tudo correr como espera o São Paulo, o argentino Alejandro Sabella conhecerá na terça-feira o CT da Barra Funda para assinar contrato enquanto a delegação embarca para o Uruguai, para disputa contra o Danúbio a penúltima partida da fase de grupos da Copa Libertadores.

Mas nem tudo pode correr da forma que espera o São Paulo. E apesar de ter descartado publicamente Vanderlei Luxemburgo, a porta do Morumbi ainda está aberta para o treinador do Flamengo.

Nesta sexta-feira (10) o presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar foi ao CT da Barra Funda para se pronunciar sobre o tema. Declarou que Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga estão descartados como concorrentes à sucessão de Muricy Ramalho.

Falou que resolveu esperar Sabella, que havia pedido prazo até o próximo dia 17 para responder, ainda priorizando a possibilidade de uma proposta do futebol inglês. Aidar ainda disse que conversou com Luxemburgo por telefone na noite de quinta-feira e que ouviu que o técnico não sairá agora do Flamengo - o próprio Luxemburgo falou sobre o tema. Fora dos microfones, porém, o São Paulo diz que as portas para Luxemburgo não estão fechadas.

A situação se explica: o São Paulo avalia que Luxemburgo recusou sair do Flamengo agora porque disputa a fase final do Campeonato Carioca, e que a resposta seria diferente se o convite tivesse sido feito no início de maio, logo depois do término do estadual.

Por isso, não é tão óbvio como a diretoria faz parecer publicamente que, caso Sabella recuse a proposta, a única alternativa será manter Milton Cruz até o início de julho para contratar Jorge Sampaoli, também argentino, que disputa a Copa América com a seleção do Chile como anfitriã.

Se Sabella recusar, o São Paulo deve conversar novamente com Luxemburgo depois do fim da participação do Flamengo no Carioca. O técnico tem contrato até o fim deste ano e uma multa rescisória que, segundo informações obtidas pela diretoria do São Paulo, é de cerca de R$ 600 mil - a própria diretoria chegou a afirmar informalmente antes de sexta-feira que a rescisão de Luxemburgo custaria o dobro desse valor.

Confira matéria completa AQUI

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber