Esportes

'Sétimo não é tão horrível assim', diz Felipe Massa

Da Redação ·
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

TATIANA CUNHA, ENVIADA ESPECIAL

continua após publicidade

SEPANG, MALÁSIA (FOLHAPRESS) - A sétima colocação no grid de largada para o GP da Malásia de F-1 não deixou Felipe Massa satisfeito. 

Após se classificar em terceiro na Austrália, há duas semanas, o piloto brasileiro viu a chuva que começou a cair na metade do treino de classificação em Sepang, prejudicar suas chances de disputar lugares mais à frente do grid da prova deste domingo, cuja largada está prevista para as 4h (de Brasília) - Lewis Hamilton sai na pole e Sebastian Vettel, da Ferrari, parte da segunda colocação. 

continua após publicidade

"Nosso carro claramente não funcionou tão bem na chuva como vinha se comportando no seco, quando era bem mais competitivo, e agora é importante a gente entender os motivos disso, porque desde o ano passado temos sofrido com este mesmo problema", declarou o piloto da Williams, que terá logo atrás seu parceiro de time, Valtteri Bottas, que, apesar deter se classificado em nono, ganhou uma posição por conta de punição a Romain Grosjean. 

"A gente esperava estar entre os cinco ou seis primeiros e estamos em sétimo, então não foi tão horrível assim se levarmos em conta as condições em que o treino foi disputado", afirmou Massa. 

"Numa classificação com o clima instável as coisas podiam ter sido bem piores. Mas de qualquer forma esta vai ser uma corrida longa e difícil, não só pelo tempo, que pode mudar rapidamente, mas pela escolha da estratégia, a temperatura, que é difícil para nós pilotos e para os carros e também pelo desgaste dos pneus, que é absurdo."