Mais lidas
Esportes

Feijão diz que triunfo de 5 horas na Davis foi o maior de sua carreira

.

PAULO ROBERTO CONDE, ENVIADO ESPECIAL
BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - "É a maior vitória de minha carreira."
Foi assim que João Souza, o Feijão, resumiu seu triunfo sobre o argentino Carlos Berlocq na partida que abriu o confronto entre os países, válido pelo Grupo Mundial da Copa Davis, nesta sexta, em Buenos Aires.
Feijão venceu o primeiro set, levou a virada, mas conseguiu se recompor e triunfou em cinco sets (6/4, 3/6, 5/7, 6/3 e 6/2, em quatro horas e 57 minutos).
"Desde o primeiro ponto do jogo tentei não focar em nada que fosse negativo. Ficava repetindo para mim para ser positivo. Com isso, acabei colhendo frutos. No final do jogo, eu estava super bem", disse, em entrevista coletiva.
"Eu tentei lutar em todos os pontos e felizmente consegui vencer", opinou.
O paulista de Mogi das Cruzes, atual 75º do ranking mundial, jamais havia vencido uma partida em cinco sets na carreira. Nem ficado tanto tempo em quadra.
"Tomara que esta vitória me dê força para o restante do ano", afirmou.
Apesar da confiança, ele ressaltou que o objetivo é que a equipe saia vencedora no domingo. "Não vai adiantar nada se eu tiver conquistado este ponto e a equipe perder."
Para se recuperar, ele afirmou que fará sessões de massagem e uma reposição de hidratação especial.
Feijão não jogará neste sábado, mas em princípio duelará com Leonardo Mayer no domingo.
"A Argentina ainda segue favorita, mas foi um ponto importante", contou.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber