Esportes

Boca vence o Palmeiras na despedida do Palestra Itália

Da Redação ·
Boca vence o Palmeiras na despedida do Palestra Itália
fonte: Agências
Boca vence o Palmeiras na despedida do Palestra Itália

Não foi a despedida que o torcedor palmeirense esperava. No último jogo no Palestra Itália antes da construção da nova arena, o Palmeiras mostrou que ainda tem muitos problemas e foi derrotado pelo Boca Juniors por 2 a 0, em amistoso internacional, ontem (9) à noite.

continua após publicidade

O Palestra Itália será fechado para dar lugar a uma arena multiuso para 45 mil torcedores, obra que custará mais de R$ 350 milhões. A expectativa é de que o estádio fique pronto até dezembro de 2012 - até lá, o Palmeiras deve mandar suas partidas no Pacaembu.

continua após publicidade

A diretoria do Palmeiras preparou uma festa para a despedida. Antes do amistoso, o clube organizou uma partida entre ex-jogadores, entregou uma placa para homenagear o goleiro Marcos e realizou uma grande queima de fogos. Só faltou avisar o Boca Juniors para entrar no clima.

continua após publicidade

A equipe argentina entrou em campo renovada, com a estreia do treinador Claudio Borghi e uma nova formação de jogadores. O estilo marcador do Boca ficou mantido, e o bom aproveitamento dos arremates deu inveja ao torcedor palmeirense. O clube alviverde, que espera por Felipão, foi presa fácil.

Auxiliar de Scolari, Flávio Murtuosa apostou em Kléber para bater os argentinos. Mas a bola pouco chegou ao ataque e o Boca se aproveitou para controlar o amistoso. O primeiro gol argentino surgiu aos 19 minutos. Em cobrança de falta de Cañete, o goleiro Bruno rebateu e Viatri mandou para o gol.

continua após publicidade

Cleiton Xavier e Lincoln sumiram na marcação argentina, que cometeu muitas faltas - Cleber Wellington Abade poderia ter distribuído mais cartões. Perigo ao gol de Lucchetti apenas aos 34 minutos. Em cobrança de escanteio de Cleiton Xavier, o goleiro argentino não saiu bem e Kléber quase desviou para as redes.

continua após publicidade

O Boca Juniors se aproveitou de outro fator negativo no Palmeiras: a marcação da bola aérea. Aos 37 minutos, Cañete cobrou escanteio, Maurício Ramos se atrapalhou na marcação de Viatri e a bola sobrou livre para Muñoz. O zagueiro argentino bateu com força e estufou as redes de Bruno com a Jabulani.

continua após publicidade

Titular na vaga do machucado Marcos, Bruno não foi bem e acabou substituído por Deola no intervalo. Murtosa também colocou Marcos Assunção, Léo e Tadeu para tentar uma nova movimentação. O Palmeiras melhorou um pouco, e quase descontou aos 7 minutos do segundo tempo, em chute de fora da área de Cleiton Xavier.

Se o Palmeiras teve uma evolução no ataque, a defesa voltou a cometer erros e por pouco o Boca Juniors não venceu por mais. Aos 16 minutos da etapa final, Mouche cobrou falta pela direita. Deola imitou Bruno ao se atrapalhar na saída e Muñoz desviou à direita - passou muito perto.

continua após publicidade

Murtosa ainda colocou o jovem Vinícius, de 16 anos. Mas nem isso foi capaz de mudar o resultado da partida. Na terceira vitória do Boca sobre o Palmeiras em 21 confrontos, a torcida alviverde deixou o Palestra Itália com um gosto amargo na boca.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA:

continua após publicidade

Palmeiras 0 x 2 Boca Juniors

Palmeiras - Bruno (Deola); Vitor, Maurício Ramos (Léo), Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Márcio Araújo (Vinícius), Cleiton Xavier e Lincoln (Marcos Assunção); Ewerthon (Tadeu) e Kleber. Técnico - Flávio Murtosa.

continua após publicidade

Boca Juniors - Luchetti (Garcia); Muñoz, Cellay e Insaurralde; Marín, Méndez, Erbes (González), Cañete (Colazo) e Monzón; Mouche (Sergio Araujo) e Viatri (Blandí). Técnico - Claudio Borghi.

continua após publicidade

Gols - Viatri, aos 19, e Muñoz, aos 37 minutos do primeiro tempo.

Árbitro - Cléber Wellington Abade.

Cartões amarelos - Cleiton Xavier, Vítor, Viatri, Méndez, Garcia e Muñoz.

Público - 17.786 torcedores.

Renda - R$1.214.512,00.

Local - Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP).