Esportes

"Tenho uma namorada, sou gay", diz ex-ginasta

Da Redação ·
Foto: Evilyn Guedes/ Campus Party Brasil
Foto: Evilyn Guedes/ Campus Party Brasil

SÃO PAULO, SP - A ex-ginasta Lais Souza resolveu enfrentar o preconceito. Em entrevista para a revista "TPM" de fevereiro, ela assumiu a homossexualidade. "Eu tenho uma namorada, sou gay há alguns anos. Já tive uns namorados, mas hoje estou gay", afirmou. 

continua após publicidade

Com a declaração, Lais Souza entra para um seleto grupo de atletas que assumiu a homossexualidade. 

No Brasil, os casos mais conhecidos são o do casal de jogadoras de vôlei de praia Larissa França (medalha de bronze em Londres-2012) e Lili Maestrini, e o de Michael, do time de vôlei de Campinas. 

continua após publicidade


ACIDENTE 

Ex-ginasta, Lais se acidentou no dia 27 de janeiro de 2014, esquiando, quando se preparava para competir nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, que foram disputados em Sochi, na Rússia. 

Ela já havia participado das olimpíadas de 2004 e 2008 na ginástica artística e, em Sochi, competiria no esqui aéreo. Em um treinamento em Salt Lake City, nos Estados Unidos, Lais se chocou contra uma árvore, lesionou a coluna e ficou paralisada do ombro para baixo. 

continua após publicidade

Lais é uma das pacientes especiais do Miami Project, que conta com mais de 300 cientistas procurando métodos para a cura da paralisia e para a melhora da qualidade de vida de acidentados. Ela foi, por exemplo, a primeira pessoa nos EUA autorizada a receber tratamento com células tronco. 

Em janeiro, a presidente Dilma Rousseff sancionou lei que concedeu pensão especial vitalícia a ex-atleta.