Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Promotor aponta fraude na transação de Neymar para o Barcelona

.

Foto: arquivo
Foto: arquivo

SÃO PAULO, SP - O promotor José Perals, da Audiência Nacional da Espanha (órgão equivalente ao Ministério Público), solicitou nesta segunda (2) a abertura de um processo à parte contra o presidente do Barcelona, Josep María Bartomeu, por fraude tributária. 

Responsável por investigar crimes financeiros no Barcelona, Perals pediu também ao juiz Pablo Ruz a abertura de ações contra o ex-presidente Sandro Rosell e o próprio Barcelona, acusados de dois crimes fiscais e outro societário. 

Os pedidos aconteceram após o promotor ter recebido um relatório da Agência Tributária. Ao analisar os documentos, Perals identificou uma fraude de 2,84 milhões de euros (cerca de R$ 8,6 milhões) do clube espanhol no exercício de 2014, quando Bartomeu já tinha assumido a presidência, em relação à transferência de Neymar. 

A decisão de desmembrar a ação contra Bartomeu pretende agilizar o julgamento do outro processo, no qual Rosell e o Barcelona são acusados de fraudes contra o fisco entre 2011 e 2013; 

Segundo o relatório da Agência Tributária, o clube catalão deixou de pagar à Receita 2,6 milhões de euros (R$ 7,9 milhões) pelos 5 milhões de euros (R$ 15,2 milhões) que "derivam do contrato de reconhecimento pelo descumprimento do contrato de 2011 pelo FCB, assinado em Barcelona em 3 de junho de 2013". 

No acordo, o clube reconhecia a obrigação de pagamento a Neymar de 40 milhões de euros (R$ 122 milhões), conforme o órgão de fiscalização. 

A esse contrato, foi adicionado em adendo de modificação das datas do pagamento, estabelecendo que a última parcela, de 5 milhões de euros, deveria ser paga em 30 de janeiro de 2014. 

O promotor entende então que o Barcelona estava, já no ano passado, a "praticar a retenção de impostos, pois o jogador já era residente fiscal da Espanha". De acordo com a Agência Tributária, o clube não fez o pagamento, estimado em 2,6 milhões de euros. 

Além disso, Perals indicou que o clube deixou de pagar outros 245,7 mil euros (R$ 750 mil) de impostos relativos aos direitos de imagem e ao contrato de representação do agente de Neymar, no caso, o pai do jogador. 


VALOR TOTAL 

As informações da receita espanhola revelam ainda que o Barcelona gastou 95 milhões de euros (R$ 289 milhões) para contratar o atacante Neymar, então jogador do Santos. Os valores incluem os impostos pagos pela transferência. 

Na última vez que se pronunciou sobre o acordo, Bartomeu admitiu que o clube investiu 86,2 milhões de euros (R$ 263 milhões) para contar com o brasileiro.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber