Esportes

Transparaná 2015 abre segunda etapa em Ivaiporã

Da Redação ·
Transparaná 2015 abre segunda etapa em Ivaiporã - IMAGEM - DIVULGAÇÃO
Transparaná 2015 abre segunda etapa em Ivaiporã - IMAGEM - DIVULGAÇÃO

A segunda etapa da 21ª edição do Rali Transparaná, uma das maiores competições off-road de regularidade da América do Sul, foi aberta na manhã de ontem (29) em Ivaiporã debaixo de muita chuva.  Neste ano, a competição que teve início na quinta-feira (28) largou de Maringá e roda mais de 700 km, passando por Castro e Curitiba. 

continua após publicidade

A chegada será amanhã, dia 31, em Guaratuba, onde acontece a entrega da premiação nas categorias Master, Graduados, Júnior, Adventure e Jeep. Em Ivaiporã, a recepção dos 40 carros que participam da competição foi em frente ao Centro Integrado SESC/SENAC , ao lado do Lago Jardim Botânico. A Prefeitura através das secretarias municipais, do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e do Instituto Emater  foram os organizadores do evento na cidade. O diretor de segurança do rali, Sergio Filardo elogiou a organização. “Estamos muito felizes em retornar a Ivaiporã, o local onde nos concentramos é muito bom e fomos bem 

recepcionados por todos, tanto pela organização e como pela população”, destaca A coordenadora Estadual de Turismo Rural da Emater, Ivaldete Zarpelon, avalia o evento na cidade. “Um evento como esse traz muitas vantagens para Ivaiporã e região. Ontem (anteontem), por exemplo, não havia mais vagas nos hotéis da cidade. O movimento também é grande nas oficinas, postos de combustíveis, nos lava-rápidos e restaurantes. Além de muita alegria e diversão, o rali traz também gera mais renda para o município”. 

continua após publicidade

Para o secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Marcus Wielewski, a cidade provou que está preparada para receber estruturas de grandes eventos. “Mais uma vez Ivaiporã conseguiu impressionar os organizadores do rali e desde já estamos nos preparando para receber o evento em 2016”, diz Wielewski.Chuva dificulta A expectativa do diretor de segurança da 21ª edição Rali Transparaná, Sérgio Filardo é que a segunda etapa seja a mais difícil do percurso de 700 quilômetros, principalmente por conta da chuva.  “Nesse trajeto os pilotos e navegadores terão que ter mais cuidado porque vai escorregar bastante. Mas, como estamos na 21ª edição, o pessoal que participa tem uma experiência muito grande. Eles são bem preparados e vão fazer o melhor para chegar a final”, comenta Filardo. 

A pilota de Ivaiporã, Maria Aparecida Aoyama Salla participa pelo segundo ano consecutivo da competição e será a primeira vez que faz um percurso debaixo de chuva. “No ano passado não choveu e estou bastante ansiosa. Sabemos que a chuva dificulta bastante. A expectativa é de fazer uma prova com muita atenção e chegar bem na final”, diz Maria Aparecida. O Rali Transparaná é promovido pelo o Jeep Clube de Curitiba (JCC) e tem a supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo.