Esportes

Flamengo desmonta trio de craques das páginas policiais

Da Redação ·

As saídas de Adriano e Vagner Love e o afastamento do goleiro Bruno, suspeito de envolvimento na morte da ex-amante Eliza Samudio, deixam o Flamengo em uma situação nova na temporada: o clube não deve ser destaque nas páginas policiais até o fim do Campeonato Brasileiro.

continua após publicidade

Desde o início deste ano, a equipe convive com uma crise interna alimentada por polêmicas extracampo de alguns de seus principais jogadores. Em março, Adriano teve que dar explicações sobre a compra de uma moto, no valor de R$ 35 mil, que foi registrada no nome da mãe de Paulo Rogério de Souza Paz, o Mica, apontado como chefe do tráfico no morro da Chatuba, local frequentado pelo jogador.

continua após publicidade

O Imperador se livrou de qualquer punição ao dizer, em depoimento, que adquiriu duas motos em 2008, mas que uma seria um presente ao seu amigo Marquinhos e outra para uso próprio, quando ele estivesse no Rio de Janeiro. O delegado Jader Amaral, da 22ª DP da Penha, disse que ficou satisfeito com os esclarecimentos dados pelo craque.

continua após publicidade

Porém, em meio às negociações sobre sua saída do Flamengo, em junho deste ano, Adriano foi novamente pivô de um episódio suspeito. Fotos do atacante empunhando um fuzil, ao lado de um amigo que também segurava uma arma dourada, foram publicadas pela imprensa carioca. Além disso, outra imagem mostrava ambos fazendo os sinais “C.V.” com a mão, sigla da facção criminosa Comando Vermelho.

O empresário do astro, Gilmar Rinaldi, explicou que as imagens eram apenas uma brincadeira do Imperador, enquanto Adriano ainda jogava pela Inter de Milão. O fuzil dourado seria um abajur comprado na Itália, mas que estava quebrado. A arma nas mãos do atacante era uma réplica usada em paintball. Por fim, o agente explicou que a pessoa ao lado do centroavante é o volante Ivo, amigo do craque e hoje atleta do Paraná Clube. Depois disso, nada aconteceu com a maior estrela do Flamengo, que foi negociado em seguida com a Roma.

continua após publicidade

Vagner Love também precisou dar explicações neste ano. Em março, o jogador foi filmado entrando em um baile funk na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, ao lado de homens armados. O jogador mostrou naturalidade ao dar entrevista sobre o assunto e disse que “não vê problema em frequentar” o lugar. Porém, o ex-atacante do Flamengo negou ter qualquer relação com traficantes.

continua após publicidade

O goleiro Bruno ficou marcado nesta temporada por brigas com a torcida do Flamengo e por uma frase sobre agressão contra mulheres.

continua após publicidade

- Muitos que são casados sabem que, às vezes, em um relacionamento, é preciso uma discussão, ou até mesmo algo mais sério. Quem nunca saiu na mão com a mulher?

O que parecia apenas uma declaração infeliz ganhou maiores proporções no fim de junho, quando o goleiro passou a ser o principal suspeito da morte de Eliza Samudio. Bruno teve a prisão temporária decretada e se entregou à polícia na tarde desta quarta-feira (7).

Petkovic, o último polemizador


Sem o trio Bruno, Love e Adriano, restará ao meia sérvio o papel de causador de polêmicas. O jogador é conhecido por saídas controversas dos clubes e chegou a ser afastado do Flamengo no início desta temporada após uma briga com o então diretor de futebol Marcos Braz.

A saída de Petkovic, considerado um dos heróis do título brasileiro de 2009, era dada como certa na Gávea. Contudo, a presidente Patricia Amorim conseguiu renovar o contrato do sérvio, enquanto o clube optou por renovar a comissão técnica e o departamento de futebol.