Esportes

'Maradona só vai sair se quiser', diz presidente da federação argentina

Da Redação ·

O presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA), Julio Grondona, afirmou que não irá demitir Maradona do cargo de técnico da seleção do país. Para o dirigente, a permanência do Pibe depende apenas do próprio treinador.
 

continua após publicidade

- Maradona é a única pessoa deste país que pode faze o que quiser. Depende apenas dele, o contrato ainda está valendo - disse Grondona, em entrevista à emissora de rádio Cadena 3.
 

O contrato de Maradona com a seleção é válido até 2011, após a próxima Copa América, que será disputada justamente na Argentina. Os hermanos não conquistam o torneio desde 1993.
 

continua após publicidade

Grondona afirmou ainda que pretende continuar também como vice-presidente da Fifa:

- Ninguém me tira da Fifa, a não ser que eu morra.