Esportes

STJD processará o Cruzeiro por irresponsabilidade na venda de ingressos

Da Redação ·
Atlético-PR conquista a 1ª vitória ao bater o Paraná Clube na Arena - Imagem ilustrativa
Atlético-PR conquista a 1ª vitória ao bater o Paraná Clube na Arena - Imagem ilustrativa

O Cruzeiro teve pedido negado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para reconsiderar a determinação de liberar 10% ingressos de visitantes aos atleticanos na final da Copa do Brasil. O Tribunal ainda processará o clube celeste por irresponsabilidade na venda das entradas para o clássico desta quarta-feira. As informações são do UOL.

continua após publicidade

O presidente do STJD, Caio Rocha, informou, em seu parecer, que o Cruzeiro realizou uma "venda irresponsável de ingressos em todos os pontos do estádio em absoluta descumprimento ao que estabelece o RGC (Regulamento Geral das Competições)".

Caio Rocha solicitou à Procuradoria do STJD que o clube celeste seja denunciado e processo com base em seis artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (STJD).

continua após publicidade

O presidente do órgão disse ainda, em seu parecer, que o Cruzeiro não poderia ter vendido ingressos em todos os setores do Mineirão, como o próprio clube admitiu em seu pedido enviado ao STJD, antes de combinar os órgãos de segurança o espaço no estádio para abrigar a torcida do Atlético.

O Cruzeiro só liberou 1.813 ingressos para os atleticanos, o que representa menos de 5% da carga para a decisão desta quarta-feira.

Confira matéria completa AQUI