Esportes

Com presença incerta em clássico, Valdivia ainda não tem substituto

Da Redação ·
Foto: arquivo
fonte: Arquivo
Foto: arquivo

SÃO PAULO, SP - Dorival Júnior ainda não definiu o substituto de Valdivia no Palmeiras para o clássico de domingo (16), contra o São Paulo, na 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

continua após publicidade

Durante o treino desta terça-feira (11), o treinador comandou um trabalho técnico em campo reduzido mesclando titulares e reservas, sem esboçar a equipe que entrará em campo no Morumbi.

Convocado pelo técnico Jorge Sampaoli para dois amistosos do Chile, nos dias 14 e 18 de novembro, o meia já se apresentou à seleção, porém, ainda não está totalmente descartado para o clássico.

continua após publicidade

Paulo Nobre, presidente do clube alviverde, está tentando de tudo para trazer Valdivia após o primeiro jogo, contra a Venezuela, em Talcahuano, no Chile -principalmente se o camisa 10 não for aproveitado os 90 minutos.

A ideia inicial é que o meia retorne ao Brasil na sexta, dispute o clássico no domingo e, em seguida, se represente para o segundo amistoso (dia 18) -dessa vez, contra o Uruguai, em Santiago (CHI).

A maratona só terminaria no dia 19, quando o Palmeiras inaugura seu novo estádio diante do Sport. Para esse duelo, Valdivia já havia confirmado presença logo depois da derrota por 2 a 0 diante do Atlético-MG, no último sábado (8).

continua após publicidade

Caso o chileno realmente desfalque o time contra o São Paulo -a hipótese mais provável- Bernardo, Bruno César, Felipe Menezes, Mendieta e Mazinho brigam pela vaga.

Dorival também pode escalar Mouche ou Cristaldo como um segundo atacante, ao lado de Henrique. Wesley, que cumpriu suspensão na rodada passada, deve voltar ao meio-campo.

DEPENDÊNCIA

continua após publicidade

Embora reconheça que Valdivia é uma peça fundamental do grupo, Fernando Prass afirmou que o time não pode depender de apenas um atleta.

"Ele é importante por ter características únicas no elenco, mas, pelo tamanho do Palmeiras, é impensável ser tão dependente assim de um único jogador", disse o goleiro em entrevista coletiva na Academia de Futebol.

"Com ele somos mais fortes, mas temos condições de enfrentar qualquer um mesmo sem o Valdivia", acrescentou.

Com 39 pontos, na 14ª posição da tabela, o Palmeiras ainda luta contra o rebaixamento. Nas contas de Prass, o time precisa conquistar mais seis pontos para espantar o fantasma da Série B.

Restando cinco jogos para o fim do do Brasileiro, a distância para a zona da degola é de apenas cinco.