Esportes

Uruguai enfrenta Gana buscando uma vaga na semifinal

Da Redação ·
 Liderado pelo atacante Forlán, Uruguai luta por uma vaga na semifinal da Copa
fonte: Rodrigo Arangua/AFP
Liderado pelo atacante Forlán, Uruguai luta por uma vaga na semifinal da Copa

O Uruguai, que não chegava às quartas de final de uma Copa do Mundo há quarenta anos, tentará nesta sexta-feira (2) em Johannesburgo, às15h30 (de Brasília) manter seu sonho vivo, vencendo Gana e conquistando uma vaga nas semifinais, enquanto os africanos querem ser os primeiros de seu continente a ficar entre os quatro primeiros.

continua após publicidade

Depois de ter sido duas vezes campeã do mundo, em 1930 e 1950, a Celeste, que foi semifinalista em 1954 e 1970, tem a oportunidade de reviver tempos gloriosos, com uma boa geração de jogadores representada pelos perigosos atacantes Diego Forlán e Luis Suárez. Para a partida contra Gana, Oscar Tabárez poderá contar com quase todos os seus comandados, à exceção do zagueiro Diego Godín, com uma lesão muscular na perna direita.

Tabárez voltou a anunciar a equipe que enfrentará Gana e que será basicamente a mesma que derrotou a Coreia do Sul por 2 a 1, com apenas duas mudanças, colocando Mauricio Victorino no lugar do contundido Godín e Álvaro Fernández na vaga de Álvaro Pereira, por questões táticas.

continua após publicidade

Um dos maiores inimigos que a Celeste pode encarar é o clima de euforia que tomou conta dos jogadores, algo que o treinador uruguaio quer afastar. Devido a isso, o técnico trabalha para que seus jogadores permaneçam concentrados.

- O importante é não nos empolgarmos muito e não esquecermos de que temos que corrigir o que não fizemos bem nas partidas anteriores.

O Uruguai espera encontrar brechas na defesa adversária que permitam a seus atacantes Luis Suárez (três gols na Copa) e Diego Forlán (2 gols) matar a partida no tempo regulamentar. A Celeste nunca disputou pênaltis na história dos Mundiais. A zaga, comandada pelo ex-são-paulino Diego Lugano, terá que manter o bom desempenho que teve até agora (um gol sofrido em quatro partidas).

continua após publicidade

Já Gana quer mais, depois de ter igualado a melhor participação de uma seleção africana na história dos Mundiais, alcançando a façanha de Camarões, na Itália-1990, e Senegal, em Coreia/Japão-2002, que também chegaram às quartas. Milovan Rajevac, técnico sérvio do time, disse que a equipe está livre de pressão.

- Não temos obrigação alguma, mas nos esforçaremos ao máximo para fazer história. O Uruguai foi impressionante. Tem jogadores nas melhores ligas da Europa. Temos muitos jovens com muita confiança. A maior qualidade desta equipe é sua união.

A seleção africana contará com o público a seu favor, já que leva consigo as esperanças de todo um continente, após a eliminação dos outros cinco na primeira fase. Gana, que tinha algumas dúvidas, com jogadores sofrendo pequenos problemas físicos, como seu artilheiro Asamoah Gyan (três gols) nos últimos dias, poderá contar com uma equipe quase completa. Dois jogadores estão suspensos com dois cartões amarelos, o zagueiro Jonathan Mensah e o volante Andre Ayew.

continua após publicidade

Gana: Richard Kingson; Samuel Inkoom, John Pantsil, John Mensah, Isaac Vorsah; Hans Sarpei, Anthony Annan, Kwadwo Asamoah, Sulley Muntari; Kevin-Prince Boateng e Asamoah Gyan. Técnico: Milovan Rajevac (SER).

Uruguai: Fernando Muslera; Maximiliano Pareira, Diego Lugano, Mauricio Victorino, Jorge Fucile; Egidio Arévalo Ríos, Diego Pérez, Alvaro Fernández; Diego Forlán, Luis Suárez e Edinson Cavani. Técnico: Oscar Tabárez.