Esportes

Ex-Ferrari, Massa pode deixar italianos fora do top 3 de construtores

Da Redação ·
Foto: Andrew Hone/ Pirelli
Foto: Andrew Hone/ Pirelli

SÃO PAULO, SP - Felipe Massa correu por oito anos pela Ferrari até se transferir para a Williams nesta temporada. E agora, faltando apenas uma prova para o fim do campeonato, o brasileiro e a sua equipe podem deixar os italianos de fora do top 3 do Mundial de Construtores pela primeira vez em cinco anos.

continua após publicidade

A última vez que a escuderia ficou fora do pódio por equipes foi em 2009, quando terminou a temporada na quarta posição, atrás de Brawn, Red Bull e Renault.

No atual Mundial, a Williams ocupa o terceiro lugar com 254 pontos, enquanto a Ferrari é quarta, com 210. A escuderia italiana precisa somar muitos pontos na última etapa, em Abu Dhabi, no dia 23 de novembro, e torcer para a Williams não chegar entre os primeiros se quiser sonhar com o terceiro lugar na classificação.

continua após publicidade

Ficar no top 3 do Mundial de Construtores vale, além de uma quantia maior em dinheiro (a F-1 não oficializa a premiação), um lugar na área mais nobre do paddock.

"Eu realmente acredito que podemos lutar pelo pódio novamente na próxima corrida. O carro é forte e competitivo", disse Massa após o GP Brasil.

A Ferrari ficou em terceiro lugar em três dos últimos quatro campeonatos -em 2012, foi a segunda colocada. Já a Williams não figura no top 3 dos construtores desde a temporada de 2003, quando ficou em segundo lugar.

continua após publicidade

Um dos triunfos para a Williams neste é justamente um engenheiro que trabalhou por sete anos com Massa na Ferrari, Rob Smedley, contratado pela equipe nesta temporada.

"Nós conseguimos assegurar alguns bons pontos e aumentamos a nossa vantagem sobre o quarto colocado. O carro está rápido e esta corrida [em Interlagos] provou isso", disse Smedley após o GP Brasil.