Esportes

Rubinho tinha acerto para correr últimos GPs pela Caterham

Da Redação ·
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Piloto com maior número de Grandes Prêmios disputados na história da Fórmula 1, Rubens Barrichello por pouco não conseguiu ampliar a sua marca em 2014. Isto porque, de acordo com informações publicadas pelo blog do jornalista Adam Cooper, da tradicional revista Autosport, o brasileiro de 42 anos havia assinado contrato para correr pela equipe Caterham as últimas três etapas da atual temporada da F1 (EUA, Brasil e Abu Dhabi).

continua após publicidade

A volta de Barrichello à principal categoria do automobilismo mundial, contudo, caiu por terra por causa do péssimo momento financeiro vivido pela Caterham.

A equipe passa por um verdadeiro colapso que a deixou de fora do GP dos Estados Unidos, não a fará disputar a corrida no Brasil e ainda coloca em dúvida a sua participação na última etapa da Fórmula 1 em 2014, nos Emirados Árabes Unidos.

continua após publicidade

De acordo com Cooper, Rubinho acertou para substituir o japonês Kamui Kobayashi em Austin, Interlagos e Abu Dhabi. A ideia de promover o retorno do experiente piloto brasileiro à principal categoria do automobilismo mundial teria partido de Colin Kolles, consultor da Caterham e também membro da Forza Rossa, grupo que já demonstrou interesse em investir na F1.

"Nós teríamos corrido com Barrichello nas últimas três corridas”, disse a Cooper uma fonte que preferiu não ser identificada. “Nós tínhamos parceria para isso, e tudo estava indo na direção certa. Teria sido fantástico para a F1", acrescentou.

Confira matéria completa AQUI