Esportes

José Aldo aguenta pressão e vence Chad Mendes

Da Redação ·
José Aldo aguenta pressão e vence Chad Mendes - Foto: Josealdo Andur
José Aldo aguenta pressão e vence Chad Mendes - Foto: Josealdo Andur

Palco de inúmeras lutas históricas do antigo vale-tudo, o Maracanãzinho presenciou na madrugada deste domingo o combate mais difícil da carreira de José Aldo. O manauara enfrentou um duríssimo Chad Mendes, que sugou o melhor do campeão durante cinco rounds na luta principal do UFC Rio 5, mas teve qualidade para suportar a pressão imposta pelo adversário e o derrotou por decisão unânime dos jurados (triplo 49 a 46).

Com a vitória, Aldo tirou o peso das costas ao impedir que o Brasil ficasse sem cinturão no Ultimate. Foi a sétima vez que ele defende o título dos penas (até 66kg) da organização. Chad foi muito bem em pé, principalmente com seus ganchos, mas Aldo foi mais competente no carro-chefe de seu estilo.

Chad começou a mil e foi para cima com chutes baixos e socos fortes. Ele encurtou a distância e a princípio anulou os famosos chutes baixos de Aldo. O brasileiro reagiu e encaixou combinações. Chad desequilibrou Aldo com um direto, e o campeão foi ao chão, levantando-se em seguida.

Mendes não deu espaço para Aldo, que soltou bom chute, mas o desafiante riu e fez sinal de que não pegou. Chad encostou o dedo no olho de Aldo, e o árbitro paralisou o combate momentaneamente. Aldo voltou agressivo, soltou a mão em cima de Chad e conseguiu o knockdown. Ele seguiu em cima e, no soar do gongo, aplicou mais dois socos que derrubaram o rival. Mas os atletas foram separados pelo árbitro.

Chad retornou mais acelerado para o último assalto e já foi logo encaixando boas combinações de boxe. O americano foi no double leg e conseguiu a queda. Ele segurou Aldo no chão por cerca de um minuto, até que o brasileiro se soltou. Chad tentou nova queda, e Aldo foi quem o travou na grade dessa vez. Os dois voltaram ao meio, Aldo encaixou um direto, levou o gancho e deu outro direto. Faltando 20 segundos para o fim, a torcida começou a gritar “É campeão!”. O som deu gás a Aldo, que partiu para cima nos apagar das luzes. O público acertou na mosca, e o brasileiro se manteve campeão com um triunfo por decisão unânime.

Acho que eu mereci vencer. Ele me acertou, mas eu o acertei mais. Acho que foi uma grande luta. Chad Mendes merece meu respeito. Eu o respeito, sua família e sua equipe. A rivalidade fica na hora da luta, lá fora voltamos a ser amigos – disse Aldo, após o combate.


Informações Globo.com

continua após publicidade