Esportes

É algo que machuca todo mundo, diz Ronaldinho sobre racismo

Da Redação ·
Foto: arquivo
Foto: arquivo

SÃO PAULO, SP - Depois de mais de 20 dias, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, que atualmente defende o Querétaro, do México, se manifestou pela primeira vez sobre o comentário racista que sofreu de um político local no dia de sua apresentação ao clube.

continua após publicidade

"Não quero falar muito porque é algo que machuca todo mundo, independentemente de cor, raça e país. Chega, estamos cansados, ninguém concorda com isto", disse o meia.

Ronaldinho foi xingado de "macaco" pelo político Carlos Treviño Núñez, integrante do Partido Ação Nacional, que já foi secretário de desenvolvimento social de Querétaro entre 2006 e 2009.

continua após publicidade

Três dias após fazer o comentário racista, Treviño pediu desculpas. 

Ronaldinho desperdiçou um pênalti logo em sua partida de estreia. No segundo jogo, porém, marcou um gol contra o Chivas Guadalajara, em vitória fora de casa por 4 a 1.