Esportes

Barça gastou R$ 900 mil para levar amigos de Neymar a apresentação

Da Redação ·
Imagem ilustrativa / arquivo
Imagem ilustrativa / arquivo

SÃO PAULO, SP - Segundo a emissora de rádio espanhola Cadena Ser, que teve acesso às declarações do ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell dadas a um juiz em julho deste ano sobre as acusações de fraudes na contratação de Neymar, o clube catalão teria gastado 301 mil euros (cerca de R$ 913 mil) em um avião particular para levar a família e os amigos do jogador à sua apresentação. 

continua após publicidade

Rosell justificou dizendo que "são gastos normais quando se contrata determinados tipos de jogadores". No mesmo depoimento ao juiz, Rosell tentou dar explicações para pontos ainda nebulosos da negociação com Neymar e seu estafe. 

O clube catalão já tinha um acordo para que Neymar jogasse em 2014 pelo time por 40 milhões de euros (R$ 121 milhões), e já havia adiantado 10 milhões de euros (R$ 30 milhões) ao pai do jogador. No entanto, foram modificadas cláusulas e valores do contrato e Neymar transferiu-se em maio de 2013. Rosell disse que isso foi feito a pedido do então técnico do Barcelona, Tito Vilanova. 

continua após publicidade

Segundo a rádio, os contratos com diferentes empresas do pai de Neymar para prestação de serviços ao Barcelona foram entendidos por um fiscal presente na audiência como maneiras de fraudar impostos, encobrindo os ganhos do jogador. 

Anualmente, o Barcelona paga para que empresas do pai de Neymar procure novos talentos, para que encontre outras empresas para parcerias e que feche acordos de exploração de direito de imagem no Brasil. 

Somente para essa busca de talentos, o Barça paga 400 mil euros (R$ 1,2 milhão) por temporada. Perguntado se o clube já recebeu algum informe escrito ou verbal sobre essas buscas, Rosel respondeu: "não os pedi, e estou convencido [de que estejam fazendo o trabalho]". 

continua após publicidade

O Barcelona tem um contrato de marketing com uma empresa do pai de Neymar que lhe custa 800 mil euros por temporada (R$ 2,4 milhões). Perguntado pelo juiz o porquê de pagar esses valores independentemente do desempenho dessa empresa, Rosell afirmou que a justificativa dada pelo pai de Neymar foi a de que precisavam do dinheiro para montar a infraestrutura. 

Ao longo de cinco temporadas, as empresas do pai de Neymar receberão dois milhões de euros (R$ 6 mi) pela pesquisa de talentos e mais quatro milhões de euros (R$ 12 mi) dos contratos de marketing. 

No começo do mês (1), o pai de Neymar, Neymar da Silva, depôs por mais de duas horas ao juiz da Audiência Nacional, Pablo Ruz, na Espanha.