Esportes

Sem 6 jogadores, seleção realiza o 1º treino com bola na China

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP - Ainda incompleta, a seleção brasileira realizou o primeiro treino com bola em preparação para o confronto contra a Argentina, marcado para o próximo sábado (11), em Pequim. A atividade, que foi realizada na madrugada desta terça-feira (7) (no Brasil), contou com 17 dos 23 jogadores convocados.

continua após publicidade

Na atividade, Dunga separou os 15 jogadores de linha em três grupos. Eles realizaram um treino em campo reduzido e com limite de dois toques na bola.

Rafael Cabral e Jefferson treinaram com o preparador de goleiros Taffarel. O goleiro botafoguense treinou normalmente após machucar o dedo mindinho da mão esquerda na última quarta-feira (1º), quando o time carioca perdeu para o Santos, pela Copa do Brasil. 

continua após publicidade

A atividade desta terça não contou com o zagueiro David Luiz, do Paris Saint-Germain, que se apresentou após a atividade, além do goleiro Marcelo Grohe, o zagueiro Juan, os volantes Souza e Rômulo e o meia Kaká, que devem chegar em Pequim no início da madrugada de quarta-feira (8). 

Os cinco jogadores não estavam na convocação inicial de Dunga e foram chamados nos últimos dias.


ARREPENDIMENTO

continua após publicidade

Uma das novidades de Dunga para os amistosos, o lateral direito Mário Fernandes, 24, do CSKA Moscou, mostrou arrependimento de ter rejeitado a seleção quando foi convocado em setembro de 2011.

Mário Fernandes, que defendia o Grêmio na época, foi convocado por Mano Menezes, então técnico da seleção. O jogador, porém, não se apresentou. Ele justificou que "problemas particulares responsáveis por uma alta carga de estresse" o fizeram tomar a atitude.

"Paguei o preço por ter feito aquilo, perdi até a oportunidade de disputar uma Olimpíada. Mas graças a Deus estou de volta e vou fazer de tudo para, quem sabe, disputar a Copa do Mundo na Rússia em 2018", disse Mário Fernandes, um dos jogadores que concederam entrevista nesta terça.

continua após publicidade

Dunga defendeu o jogador quando anunciou a lista de convocados para o amistoso no último dia 17. "O Mário Fernandes teve esse episódio, é um jogador jovem, mas todos precisamos de uma segunda chance, não podemos sacrificá-los, principalmente jogadores que saem jovem de casa, não têm acompanhamento de pai e mãe, têm acompanhamento de pessoas que às vezes não dão os melhores conselhos", disse o treinador da seleção.

A seleção brasileira encara a Argentina no dia 11, em Pequim, na China, e pega o Japão três dias depois, em Cingapura. 

continua após publicidade

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou nesta terça um amistoso contra a Áustria. A partida será a última da seleção brasileira nesta temporada.

De acordo com a entidade, o amistoso será realizado no dia 18 de novembro, em Viena, na Áustria. 

A partida contra a Áustria será realizada seis dias após a seleção brasileira enfrentar a Turquia, em Istambul. 

De acordo com o último ranking da Fifa, divulgado em setembro, a Áustria ocupa a 39ª colocação com 622 pontos. Os turcos estão em 38º lugar, com 637 pontos. A seleção brasileira é a sexta com 1291 pontos.