Esportes

Cruzeiro e Atlético-MG perdem um mando por briga

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Cruzeiro e Atlético-MG perdem um mando por briga
Cruzeiro e Atlético-MG perdem um mando por briga

Cruzeiro e Atlético-MG corriam o risco de perder até 20 mandos de campo pela briga entre suas torcidas organizadas no clássico do mês passado, no Mineirão. A terceira comissão disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), porém, pegou leve. Em julgamento na tarde desta quarta-feira, cada um dos dois times perdeu apenas um mando de campo, além de levar multa de R$ 50 mil.

Apesar de o arremesso de explosivos entre as torcidas Pavilhão Independente (Cruzeiro) e Galoucura (Atlético-MG) ter sido citado na súmula da partida, o relator do caso, Gustavo Teixeira, defendeu que não há prova do uso de bombas. Por isso ele voltou pela punição em um mando e multa da R$ 50 mil, sendo acompanhado pelo presidente da comissão, Fabrício Dazzi. Outro auditor defendeu apenas multa, de R$ 100 mil, sendo voto vencido.

Ambos os clubes haviam sido denunciados duas vezes com base no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), correndo o risco de perder até 20 mandos de campo cada. Além disso, a procuradoria pedia a realização das partidas com portões fechados, o que fez com que os presidentes de Cruzeiro e Atlético-MG fossem ao Rio para participar do julgamento.

O temor por uma punição maior existia principalmente porque os rivais são reincidentes. No ano passado, a torcida do Cruzeiro brigou entre si e com a Polícia Militar no Independência. Por isso, o clube celeste perdeu dois mandos de campo no Brasileirão/2013 (cumpriu um dos jogos este ano) e o alvinegro foi punido em uma partida.

Com a decisão desta terça-feira, o Cruzeiro deverá ter que enfrentar o Palmeiras, pela 30.ª rodada, a 100 quilômetros de Belo Horizonte, em 22 de outubro. O Atlético-MG deve cumprir a pena pela 28.ª rodada, diante do São Paulo, dez dias antes.

continua após publicidade