Esportes

Agressor de Cabanãs sempre entrava armado em bar

Da Redação ·

O homem que atirou no jogador paraguaio Salvador Cabañas sempre entrava armado no bar onde ocorreram os fatos, sem que os funcionários fizesse algo para evitar, apesar de ser ilegal o porte de armas em lugares públicos no México, disseram as autoridades locais.

continua após publicidade

José Jorge Balderas, cujo paradeiro é desconhecido, é o suposto autor do ataque, que ocorreu em 25 de janeiro contra Cabañas, que sobreviveu e está se recuperando de um tiro na cabeça que levou quando estava no banheiro de um bar na Cidade do México.

continua após publicidade

O procurador de Justiça da Cidade do México disse que o cúmplice de Balderas, Francisco José García Barreto, contou, após a sua prisão esta semana, que os dois chegavam armados ao bar.

"Sim, entravam com armas, entrava armado, o JJ [Balderas] sempre entrava armado, que isto era de conhecimento dos funcionários do local. Ele diz que nunca tinha havido problemas, mas que todos sabiam que sempre estava armado, entrava com esta arma calibre 25", disse o procurador.