Esportes

Paraguai empata com a Nova Zelândia e garante a vaga

Da Redação ·
 Placar encerrou no 0 a 0
fonte: AP/no G1
Placar encerrou no 0 a 0

O Paraguai precisava somente de um empate diante da Nova Zelândia para se classificar para garantir uma das vagas no Grupo F. E assim foi. Em um jogo com poucas oportunidades de gol, os sul-americanos empataram em 0 a 0 com os representantes da Oceania e asseguraram o primeiro lugar.  

continua após publicidade

Ainda com o jogo frio, V. Caceres cometeu falta e levou amarelo. Nada demais se o jogador não estivesse pendurado. Com a advertência, Vítor Caceres não joga as oitavas de final. O primeiro chute na direção do gol saiu rápido, porém não passou perto. Logo aos quatro minutos, a Nova Zelândia arriscou com Smeltz. Em termos de chute, os representantes da Oceania pararam por aí. A Nova Zelândia tentava apenas com lances de bola levantada na área. Nos 45 minutos iniciais, foram poucas as jogadas de ataque criadas pelos neozelandeses.  

Com mais posse de bola e melhor postado em campo, o Paraguai conseguiu suas melhores oportunidades com Caniza, primeiro paraguaio a participar de quatro mundiais. O capitão atuou em 12 partidas, outro recorde do país. O lateral-direito chutou quatro vezes. A melhor delas aos 19 minutos. Após Vítor Cacerez tentar, a bola sobrou para Caniza que mandou nas redes, mas pelo lado de fora.

continua após publicidade

Seguindo as tentativas de Caniza, Cardozo, atacante do Benfica, arriscou de fora, aos 39. A Jabulani sai por cima das traves defendidas pelo camisa 1 Paston. Assim, o primeiro tempo acabou como começou: 0 a 0.  

SELEÇÕES SEM SUBSTITUIÇÃO PARA O SEGUNDO TEMPO  

As seleções voltaram para a etapa complementar sem alterações. Assim como no início do jogo, a Nova Zelândia arriscou o primeiro chute. Elliott, da entrada da área, chutou bem. O goleiro Villar, do Valladolid-ESP, apenas olhou a bola passar raspando.  

continua após publicidade

Na melhor oportunidade do jogo, o goleiro da Nova Zelandia operou um milagre. Aos 16, após um escanteio, Riveros cabeceou, e Paston defendeu. Na sobra, a zaga conseguiu afastar. Outro bom momento dos sul-americanos foi com Santa Cruz. O camisa 9, com muita força, cobrou falta de longe. O goleiro da Nova Zelândia conseguiu defender no susto.  

Nas oitavas de final, o Paraguai, líder do Grupo F enfrenta o segundo colocado do Grupo E. Já a Eslováquia pega a Laranja Mecânica, que já garantiu o primeiro lugar.  

FICHA TÉCNICA: PARAGUAI X NOVA ZELÂNDIA

continua após publicidade

Estádio: Peter Mokaba, Polokwane (AFS) Data/hora: 23/6/2010 - 11h (de Brasília) Árbitro: Yuichi Nishimura (JAP) Auxiliares: Toru Sagara (JAP) e Jeong Hae-sang (COR) Público: Cartões amarelos: V. Cacerez, Santa Cruz (PAR). Nelsen (NZL) Cartões vermelhos: Não houve. Gols: Não houve.

PARAGUAI: Villar, Caniza, J. Cacerez, Paulo da Silva, Morel; Víctor Caceres, Riveros e Vera; Cardozo (Lucas Barrios, 22/2ºT), Valdez (Benítez, 23/2ºT) e Santa Cruz. Técnico: Gerardo Martino.

NOVA ZELÂNDIA: Paston, Reid, Nelsen, Vicelich e Smith; Bertos, Elliot, Lochhead, Fallon (Wood, 24/2ºT)) e Killen (Brockie, 33/2ºT); Smeltz. Técnico: Ricki Herbert.