Esportes

Itália tenta evitar vexame de ser eliminada na 1ª fase

Da Redação ·
 Os italianos precisam da vitória contra a Eslováquia para continuarem comemorando
fonte: Pierre-Philippe Marcou/AFP
Os italianos precisam da vitória contra a Eslováquia para continuarem comemorando

A Itália joga nesta quinta-feira (24), às 11h, contra a Eslováquia, para tentar fugir de um fiasco visto apenas em três das 19 edições da Copa do Mundo. A própria Itália, em 1950, o Brasil, em 1966, e a França, em 2002, foram os únicos países campeões mundiais a serem eliminados na primeira fase do torneio.

continua após publicidade

Para evitar o feito, os italianos terão que se superar. Com apenas dois pontos no Grupo F, conquistados nos empates por 1 a 1 contra Paraguai e Nova Zelândia, a seleção azzurra sofre para deslanchar no torneio. Na segunda posição, está atrás da equipe sul-americana, que lidera com quatro, e empata em todos os critérios com os neozelandeses.

continua após publicidade

Não é exagero dizer que só uma vitória vale para os italianos contra a Eslováquia, que é a lanterna do grupo com um ponto ganho. Caso não vença seu jogo, a Itália precisa torcer para o Paraguai bater a Nova Zelândia.

continua após publicidade

Das outras três oportunidades em que um campeão não passou da primeira fase, o maior fiasco talvez tenha sido o da França em 2002. Além de não terem ganho nenhum de seus três jogos, os franceses não marcaram nenhum gol. Levaram 1 a 0 de Senegal na estreia, empataram com o Uruguai por 0 a 0 e perderam para a Dinamarca por 2 a 0, no único jogo que teve a presença de Zidane. O astro francês chegou machucado ao Mundial, e jogou a terceira partida da equipe no sacrifício.

Não teve jeito. A França terminou na 28ª posição entre as 32 seleções da Copa de 2002, no Japão e na Coreia do Sul.

continua após publicidade

Em 1966, o Brasil foi um pouco melhor. Bicampeão mundial na época, ficou na 11ªposição entre as 16 seleções que disputaram o Mundial na Inglaterra.

continua após publicidade

O primeiro jogo do Brasil naquela Copa foi o último de Pelé e Garrincha juntos. Com a dupla em campo, os brasileiros venceram por 2 a 0, gols marcados pelos dois ídolos. Na partida seguinte, já sem Pelé, os brasileiros perderam por 3 a 1 para a Hungria. Mesmo placar do último jogo, contra Portugal, quando Pelé esteve em campo, mas Garrincha não.

Na outra campanha pífia de um campeão, a Itália, que ficou com o troféu em 1938, também não passou da primeira fase na Copa de 1950. O feito negativo foi conquistado com uma derrota para a Suécia por 3 a 2 e uma vitória contra o Paraguai por 2 a 0. Só um se classificava no Grupo 3, e a vaga ficou com os suecos.