Esportes

Brasil vai ter Argentina de novo pela frente no basquete

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Brasil vai ter Argentina de novo pela frente no basquete
fonte: Foto: Danilo Borges/ Portal Brasil 2016
Brasil vai ter Argentina de novo pela frente no basquete

O que parecia muito difícil, vai acontecer. O Brasil vai enfrentar mais uma vez a Argentina em um mata-mata de uma competição importante no basquete masculino. Pelo segundo Mundial seguido os dois arquirrivais vão jogar em um feriado de 7 de setembro (domingo, às 17h de Brasília), em jogo válido pelas oitavas de final. O Brasil, pelo menos em teoria, desta vez entra como favorito.

Nesta quinta, no início da rodada na Espanha, o Brasil atropelou o Egito por 128 x 65, fazendo o placar mais elástico do Mundial até aqui e garantindo o segundo lugar do Grupo A. Tudo indicava um confronto diante de Senegal ou Croácia, mas os africanos perderam das Filipinas por 81 a 79 no primeiro jogo do dia no Grupo B.

Na sequência, a Croácia fez 103 x 82 e eliminou Porto Rico. Assim, a definição do terceiro lugar da chave ficou para o jogo entre Grécia e Argentina. Os europeus, invictos, foram muito bem no primeiro tempo, mas quase cederam o empate no último quarto. No finalzinho, garantiram a vitória sobre o time de Luis Scola.

O pivô é o vice-cestinha do Mundial, com 21,6 pontos e vai ter a chance de mais uma vez enfrentar o Brasil, sua principal vítima. Scola fez mais de 17 pontos em todos os sete últimos clássicos oficiais dos quais participou. No Mundial de 2010, quando o Brasil perdeu da Argentina exatamente num 7 de setembro, anotou 37 pontos. Nas quartas de final da Olimpíada, fez 17, na sua atuação mais discreta. Nesse meio tempo, na final do Pré-Olímpico de 2011, anotou 32.

Quem passar do clássico tem pela frente o vencedor da partida envolvendo Grécia e Sérvia - o Brasil já venceu os sérvios na primeira fase. Na mesma chave estão Espanha, Croácia, França e Senegal.

OUTROS JOGOS - Os Estados Unidos venceram a Ucrânia por 95 x 71 e terminaram a primeira fase com 100% de aproveitamento. Nas oitavas, sábado, encaram o México. No mesmo dia, a República Dominicana pega a Eslovênia, a França encara a Croácia e a Espanha joga contra Senegal.

Depois, no domingo, a Lituânia tem pela frente a Nova Zelândia, a Austrália pega a Turquia, a Grécia joga contra a Sérvia e, finalmente, Brasil e Argentina se enfrentam. As quartas de final acontecem entre terça e quarta-feira, com as semifinais na quinta e na sexta. A decisão é no domingo.

continua após publicidade