Esportes

Ricardo Goulart se coloca à disposição para ser o "centroavante"

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Ricardo Goulart se coloca à disposição para ser o "centroavante"
fonte: Foto: arquivo
Ricardo Goulart se coloca à disposição para ser o "centroavante"

MIAMI, EUA - Ricardo Goulart está pronto para ser o centroavante da seleção brasileira se Dunga precisar.

continua após publicidade

Um dos três novatos na delegação que está em Miami (EUA) para os dois primeiros jogos da nova era Dunga como treinador do Brasil, o jogador do Cruzeiro é o artilheiro do Campeonato Brasileiro, com nove gols (ao lado do companheiro Marcelo Moreno), apesar de não ser camisa 9 típico.

Dunga não chamou nenhum centroavante, com característica de ficar mais preso na área, como Fred ou Jô, que estiveram na Copa-2014. E disse que pretende atuar com atacantes se movimentando mais como viu outros times no Mundial realizarem.

continua após publicidade

"Isso [posicionamento] vem de treinamento, treinadores que peguei até agora sempre me ajudaram e cobraram entrada na área. Nos jogos, tento executar para que as coisas possam acontecer. Quem está na área tem mais chance de fazer o gol. Me aprimoro a cada treinamento e tento entrar sempre na área porque se a bola sobrar", disse Ricardo Goulart, 23 anos.

Segundo Goulart, jogar mais adiantado, como tem atuado no Cruzeiro, foi algo natural para ele, apesar de sempre ter sido meia mais recuado. Essa função é realizada no Cruzeiro por Everton Ribeiro, que também está estreando na seleção brasileira nestes amistosos contra Colômbia, na sexta (5), e Equador, na próxima terça (9), em Nova Jersey -o terceiro novato é o zagueiro Gil, do Corinthians.

"A passagem para jogar quase como centroavante foi rápida. No futebol brasileiro você tem um pouco mais de facilidade para diversificar, acho que no europeu é mais tático, com duas linhas de quatro. Isso ajuda", disse Ricardo Goulart.

Dunga pode optar pelo entrosamento de Goulart e Everton Ribeiro na primeira escalação para o jogo contra a Colômbia, mas ainda não sinalizou a formação definitiva.