Esportes

Argentina busca os 100% de aproveitamento contra a Grécia

Da Redação ·
 O técnico Maradona espera um bom resultado da equipe
fonte: googleimagens.com
O técnico Maradona espera um bom resultado da equipe

A Argentina buscará nesta terça-feira (22), diante da Grécia, terminar a primeira fase com 100% de aproveitamento, três vitórias em três partidas, e contará com a equipe bastante modificada em relação aos primeiros jogos. um dos únicos intocáveis será Lionel Messi.

continua após publicidade

O técnico Diego Maradona irá trocar sete jogadores e tentará conseguir uma vitória para garantir o primeiro lugar do Grupo B, praticamente a única preocupação do elenco argentino, já que teriam de ser goleados pelos gregos para correrem riscos de ficar de fora das oitavas de final.

continua após publicidade

A Argentina ganhou muito prestígio desde que começou a Copa. Seu jogo ofensivo se transformou na identidade do time e em um dos grandes atrativos do torneio. Contra a Nigéria, a seleção argentina teve grandes oportunidades de gol, mas venceu apenas pelo placar mínimo, 1 a 0. No entanto, contra a Coreia do Sul, o futebol de Messi apareceu e Higuaín, com três gols, teve papel fundamental no triunfo por 4 a 1.

continua após publicidade

As trocas de Maradona devem acontecer em todos os setores da equipe, mas não deve atingir Messi. Embora ainda não tenha feito gol na Copa, sua exibição contra os sul-coreanos afastaram as dúvidas de quem via suas exibições pela seleção como muito inferiores às assistidas nos jogos do Barcelona. Messi mudará de parceiros de ataque, já que Carlos Tévez e Gonzalo Higuaín sairão para as entradas de Sergio Agüero e Diego Milito.

No meio-campo, Sebastián Verón, ausente contra a Coreia do Sul por dores na panturrilha direita, estará de volta, enquanto Maxi Rodríguez continuará pela direita e Mario Bolatti ocupará a vaga de Ángel di María na meia-esquerda. Na lateral-direita, Nicolás Otamendi substituirá o suspenso Jonás Gutiérrez. No outro lado, Gabriel Heinze descansará e cederá a vaga a Clemente Rodríguez.

continua após publicidade

Na zaga, Nicolás Burdisso entrará no lugar de Walter Samuel, que enfrenta problemas musculares, e Martín Demichelis seguirá no time. Os argentinos seguirão seu padrão ofensivo contra um adversário que tem a obrigação de ganhar para se classificar sem depender do resultado do outro jogo da chave, entre Coreia do Sul e Nigéria.

continua após publicidade

A Grécia deverá deixar de lado seu tradicional jogo defensivo e sair ao ataque, justamente contra um time veloz, que pode encaixar bons contra-ataques. Atualmente, os gregos ocupam o segundo lugar do Grupo B, com três pontos, à frente da Coreia do Sul no saldo de gols. A Nigéria ainda não pontuou. Argentinos e gregos se enfrentam às 15h30 desta terça-feira, no estádio Peter Mokaba, em Polokwane. No mesmo horário, sul-coreanos e nigerianos medem forças em Durban.

continua após publicidade

Para a Grécia existe a esperança de uma classificação. O time divide a segunda posição, com três pontos, com a Coreia do Sul, ambas com saldo negativo de um gol. Para ficar com a vaga, a Grécia tem que vencer a Argentina e torcer por um tropeço dos coreanos.

Grécia: Tzorvas; Vyntra, Kyrgiakos, Papadopoulos e Torosidis; Tziolis, Papastathopoulos, Katsouranis e Karagounis; Gekas e Salpingidis. Técnico: Otto Rehhagel.

Argentina: Romero; Otamendi, Burdisso, Demichelis e Clemente Rodríguez; Verón, Maxi Rodríguez e Bolatti; Agüero, Messi e Milito. Técnico: Diego Maradona.