Esportes

Decisão final sobre Pistorius é adiada para agosto

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Decisão final sobre Pistorius é adiada para agosto
fonte: Foto: Arquivo
Decisão final sobre Pistorius é adiada para agosto

A longa novela em que se transformou o julgamento de Oscar Pistorius tem data para terminar. Nesta terça-feira, os advogados de defesa do atleta sul-africano encerraram a argumentação e chamaram sua última testemunha. Com isso, a juíza do Tribunal Superior de Pretória Thokozile Masipa finalizou o caso e adiou a decisão final para os dias 7 e 8 de agosto, quando os dois lados vão expor suas últimas alegações para que o veredicto finalmente seja dado.

Advogado de Pistorius, Barry Roux anunciou que havia chamado sua última testemunha para depor em defesa do atleta, que matou sua namorada com quatro tiros através de uma porta fechada em fevereiro do ano passado. "Nós encerramos o caso por parte da defesa", confirmou Roux. Ele ainda revelou que algumas pessoas não quiseram testemunhar em favor do sul-africano por conta da repercussão que está tendo o caso.

O promotor chefe Gerrie Nel disse que antes das últimas audiências orais em agosto, a acusação vai enviar à juíza Masipa um documento com suas últimas conclusões sobre o caso no dia 30 de julho. A defesa de Pistorius fará o mesmo no dia 4 de agosto. Tanto Nel quanto Roux concordaram em voltar ao tribunal em Pretória no dia 7 para fazer a última argumentação antes que Masipa se pronuncie.

Astro e principal expoente do esporte paralímpico nos últimos anos, com diversos títulos em Mundiais e Paralimpíadas, além da participação em uma Olimpíada em 2012, em Londres, o biamputado Oscar Pistorius chocou o mundo no dia 14 de fevereiro do ano passado, ao matar sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, com quatro tiros.

De acordo com o atleta e com sua defesa, ele atirou por acidente, pensando que do outro lado da porta, que as balas atravessaram, estava um suposto bandido que teria invadido a casa. Os advogados de Pistorius argumentam ainda que o sul-africano sofre de diversos problemas de ansiedade, causados até por sua deficiência física, que teriam influenciado no momento em que disparou os tiros.

Já a acusação alega que Pistorius matou sua namorada intencionalmente, após uma discussão no dia dos namorados.

continua após publicidade

Ele pode ser condenado de 25 anos de prisão a prisão perpétua se for considerado culpado da acusação de assassinato premeditado. Ainda pode pegar anos de cadeia se for condenado por assassinato sem premeditação ou por negligência. Por enquanto, no entanto, responde em liberdade.